Publicado em Relacionamento, Sociedade

As dificuldades nas relações sociais entre gays maduros

gay_farmer1

Não adianta querer parar o tempo, pois ele chega para qualquer um. A partir dos 50 anos os gays masculinos tem tendência de querer congelar o tempo, pois não aceitam o envelhecimento como processo natural e com esse fenômeno o comportamento e atitudes também mudam para além do convencional.

É a partir dessa fase e depois de uma série de frustações amorosas que uma parcela se atira no sexo sem segurança, além de correr riscos de contrair doenças ficam vulneráveis aos oportunistas de plantão.

A facilidade de comunicação através de aplicativos e redes sociais facilita os contatos, principalmente para o prazer, mas condiciona ao isolamento social. Como se não bastasse o isolamento próprio da idade e da homossexualidade as tecnologias também isolam o ser humano por dependência psíquica, dai muda-se comportamentos e sem perceber estão presos num mundo vazio de buscas por prazer enquanto as relações sociais ficam fora do radar.

Caro leitor, você conhece gay maduro ou idoso que usa redes sociais sem fins sexuais? Sim, existem, mas é minoria.

Talvez seja essa a visão dos jovens que gostam de maduros têm dos mais velhos. Querem apenas sexo e nada de compromissos. Por outro lado, tem aqueles maduros que buscam um parceiro, justamente para preencher o vazio e o isolamento e se permitem às relações tediosas e de confinamento. Há exceções, há sentimentos, mas no geral é assim mesmo.

Caramba os gays são seres humanos e fazem tudo o que qualquer simples mortal faz, logo não há porque rotulá-los de promíscuos e sedentos por prazer.

Os próprios gays maduros tem uma visão distorcida de seus pares e fica a sensação de que tudo no mundo gay é sexo, bebidas, saunas, farras e que não existem aqueles que gostam de relações sociais pautadas em diálogo e conversas que agregam valores culturais, como literatura, música e eventos diversos. Aliás, nos dias atuais está difícil encontrar amigos.

É claro, também, as afinidades são primordiais nas relações. Pergunto: Porque um gay maduro não pode ter relações de amizade sem interesse?

Tudo bem é difícil manter vínculos sociais com outros gays e esta realidade ninguém mostra, porque vejo TV, Internet e parece um mar de rosas, mas por traz das cortinas desse faz-de-contas a realidade dos maduros é outra. Hoje a cena LGBT não é para maduros e idosos, mas para os jovens e o que é bom para eles não é bom para os mais velhos.

O cenário atual principalmente nos grandes centros urbanos é repleto de opções, mas faltam pessoas para compartilhar outros espaços e outras conversas.

Como disse um falecido amigo: O tempo presente é o meu mundo, seja ele na juventude ou na velhice.

Partindo da premissa de que boa parcela dos maduros e idosos vive no armário não é fácil encontrar alguém para compartilhar momentos de lazer sem interesses. Esses gays não querem vínculos de amizades para não comprometer a imagem construída ao longo da vida e não querem ser identificados como homossexuais.

Há exceções, porque alguns mantem vínculos com pequenos grupos, aliás, esses grupos se formam ou se mantem no decorrer de anos de amizade e convivência.

Então é cada um no seu quadrado porque na velhice a volta ao gueto é uma condição senão obrigatória, talvez transitória para a interação social entre os homossexuais.

Publicado em Relacionamento, Sexualidade

O desejo por homens casados

blog_grisalhos_relacoes_gays

A maioria dos gays provavelmente vai admitir que em algum momento de suas vidas já se sentiu atraído por homem casado, mas nunca pensaram em tentar fazer algo para separar esse homem de sua esposa. No entanto, muitos gays só procuram homens casados e comprometidos.

Caro leitor, o desejo é mutável e está em constante evolução, logo, este comportamento não é bizarro e se você é um deles não se assuste, porque na verdade você se sente atraído por homem casado pelo simples motivo de sentir tesão e descobrir afinidades.

É óbvio que existem outros motivos e nas minhas andanças pelo mundo gay, além das experiências de outros companheiros, eu posso afirmar que isso é normal, com alguns contratempos e depende exclusivamente de você encarar este tipo de relacionamento e saber o que deseja extrair da relação: apenas sexo ou algo mais.

Quem gosta de gay maduro ou idoso pode esbarrar na condição de casado do parceiro, porque esse homem sempre viveu no armário, não aceitou sua homossexualidade e optou pelo casamento mesmo que de fachada para esconder seu desejo por homens.

Outro motivo bastante comum é que o homem casado não tem aparência ou trejeitos de gay, assim é fácil discernir que todo gay masculinizado procura outro homem másculo, ativo, com gestos e comportamentos de homem com H. Gays masculinizados tendem a buscar parceiros semelhantes.

Psicólogos indicam haver nessa busca a identidade paterna e a ausência do pai na infância, pode ser, mas existe um mundo real além das teses acadêmicas.

Há vários benefícios em se envolver com alguém indisponível. A emoção de um caso, a sensação de ter sido “escolhido” no lugar de outra mulher e o sentimento de poder e controle são alguns dos motivos que levam gays a caçarem homens comprometidos.

Confira outras justificativas para esse comportamento:

Baixa autoestima:

Alguns gays com baixa autoestima acreditam que não são bons o suficiente para serem o parceiro oficial. Muitas vezes têm histórico de relacionamentos abusivos, em que eram maltratados, e como mecanismo de defesa buscam relações sem compromisso e fadadas ao fracasso para evitarem se machucarem novamente. O gay também pode relacionar sua autoestima a sua aparência, então vai se sentir bem quando conseguir fisgar um homem casado.

Vício em sexo:

Envolver-se com homens casados é algo que os gays viciados em sexo normalmente querem parar de fazer, porém isso é quase impossível sem a ajuda de um terapeuta. Há vários fatores que contribuem para um gay tornar-se viciado em sexo, incluindo o abuso sexual na infância. Eles muitas vezes se sentem culpados e envergonhados por esse comportamento, mas a sensação de caçar um homem casado tende a ser irresistível.

Poder e controle:

Os gays dizem que procuram alguém comprometido porque gostam de se sentirem no controle da situação. Teoricamente eles não têm nenhum tipo de amarra e podem deixar o parceiro a hora que bem entenderem. Porém, esse comportamento é um reflexo do medo de abandono ou de compromisso. Esse gay muitas vezes foi abusado ou ferido no passado e encontra nessa relação uma forma de se sentir mais seguro. No entanto, não percebe que na verdade acaba sendo controlado pelos desejos do homem casado, já que é ele quem decide se vai deixar a esposa ou encerrar o caso.

Outras situações corriqueiras:

A maioria dos homens casados que transa com gays são bissexuais, logo não espere muita coisa dessa relação a não ser sexo. Há exceções mas o cenário não é animador.

Entrar numa relação com homem casado e depois de algum tempo perceber que está apaixonado. Não existe mágica, é aceitar e tentar resolver seus problemas emocionais da melhor maneira possível, porque senão, é sofrimento na certa!

Viver com homem casado por longos períodos e ciente da sua condição de amante, enfim, gosta de ser o outro e não admite mais ninguém na vida do parceiro que não seja a mulher.

Envolver-se com homem casado, mas querer uma relação estável, se possível com a separação da mulher. Isso é comum e acontece cotidianamente porque o homem casado se apaixonou pelo parceiro e depois de dez ou vinte anos, é chegada a hora de sair do armário e iniciar uma nova vida. Somente fortes paixões e amor podem fazer homem casado tomar decisão de rompimento do casamento.

Na contramão dessas relações é importante lembrar: Homens casados se relacionam com garotos de programa e travestis porque não desejam situações complicadas, resolvem seus desejos sexuais e seguem as suas vidas. Quer encontrar homem casado então visite uma sauna e descobrirá um mundo onde ninguém sabe se o cara é gay ou bissexual.

Também, esses homens buscam gays semelhantes para sexo e amizade. Uma companhia para extravasar as neuroses do dia-a-dia, fora da rotina familiar. Há tendência de isso se acentuar na medida em os filhos crescem e se casam, o paizão envelhece e se aposenta.

A probabilidade de uma relação estável com homem casado dar certo é de uma para cada dez casos. Portanto, se você está no rol de gays que tem desejo por casados esteja ciente não apenas das probabilidades, mas também da complexidade dessa relação.

Leia também: Homens gays e as relações de fachada com mulheres.