A exclusividade e o parceiro ideal

Gay maduro – quando a diferença de idade é o problemaA maioria dos gays já sentiu a vontade de viver uma relação ligeira e passageira com outro homem, mas ainda permanece a ideia da exclusividade e do companheiro ideal.

Na minha humilde opinião não existe o parceiro ideal porque tudo na vida muda e se transforma a cada dia. O que hoje é uma relação estável pode se desestabilizar e terminar no dia seguinte, ou, por morte do parceiro, desinteresse sexual,  ou fim do amor e aí o que fica e quando fica é apenas a amizade e mais uma experiência de vida.

Nascemos com a curiosidade pelo novo e diferente e quando conquistamos essa coisa nova nos tornamos senhores da exclusividade. Os gays brasileiros são românticos por natureza, mas o sentido de posse vem das nossas origens familiares. Temos que possuir bens, patrimônio e também pessoas.

O mundo mudou e o século XXI é marcado pela prestação de serviços, logo, o quesito relacionamento entre gays segue esse mesmo conceito. Não estou fazendo apologia ao frívolo, mas é fundamental viver um dia de cada vez. É legal sonhar e fazer planos, mas não temos o controle sobre as vontades do outro.

Ninguém é dono de ninguém e buscamos mais a amizade do que a relação sexual. Sexo é bom, mas chega um momento da relação que fica chato e sem o devido tesão e aí partimos para novas conquistas porque lá no fundo do subconsciente precisamos nos sentir vivos, amados, desejados.

Não estou falando de traição, mas da busca por novas relações mesmo que efêmeras, pois quando nos sentimos sozinhos saímos à procura de alguém para chamar de seu. O sexo se confunde com a amizade e a amizade se confunde com relação estável e na fragilidade de nossas emoções nos entregamos aos parceiros de uma forma banal e até submissa.

Cá estou aqui no interior curtindo a natureza e escrevendo essas coisas que para muitos não tem nexo, mas pergunto: Qual o sentido da vida? Antes de sermos gays somos seres humanos, máquinas complexas e nem sempre decifrável.

O universo dos gays idosos é limitado e quando aparece um parceiro, busca-se mais a segurança no outro do que o prazer de viver a terceira idade em sua plenitude, com sexo saudável e mente sã.

Um amigo confidenciou que por traz da sua homossexualidade existe um desejo insano de ter um companheiro, preferencialmente mais velho para viver uma vida a dois, mas sem sexo. Isso é muito estranho, mas os psicólogos indicam haver neste comportamento a falta do pai, do irmão, de amigos e de outras pessoas do sexo masculino. Quem busca um companheiro e não quer sexo envolvido na relação? O mundo está repleto de carências afetivas e fetiches.

A busca por parceiros sexuais é a situação mais normal do mundo e mesmo que não haja a exclusividade o que importa é a experimentação do sexo porque quem passar por esta vida sem uma relação sexual de fato, não viveu.

Exclusividade e parceiro ideal são sonhos que todos já tiveram principalmente os mais jovens. Na maturidade todas essas questões já deveriam estar resolvidas na cabeça de cada um, porque a vida não é composta apenas da busca por parceiros, há uma infinidade de coisas para fazer, mas infelizmente a maioria dos gays ainda não resolveu a questão e continuam numa busca infinita por exclusividade e parceiro ideal.

Anúncios

3 comentários em “A exclusividade e o parceiro ideal

  1. Parabéns, suas colocações são extremamente oportunas. Particularmente chegar aos 55 anos e sozinho é deparar-me com o nada. E segundo Fernando Pessoa em seu poema intitulado “Quase” O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.
    Abraços…

  2. verdade amigo, a gente sempre ta em busca de alguma coisa que nos da prazer em todos os sentidos, até que ponto isso é bom ou ruim , eu não sei, mas acredito que os homens não a maioria ,mas uma grande parte busca mais pelo prazer carnal,geralmente isso é frustrante. Eu mesmo prefiro uma relação por completo e não incompleto

  3. Obrigado, parabéns, essa é a pura realidade, tenho 56 anos, sou homossexual assumido desde muito, nunca fui enrustido, nunca tive ninguém, passei a vida desejando isso, e agora q. a tesão passou, não acredito mais, e a fantasia acabou, conclusão tudo isso é uma grande bobagem, a vida continua, e tudo passa, e pior agora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s