Sobre pintos e bundas

soldiers_parade_by_raphael_perezCaro leitor, transformar ideias em texto não é fácil. Quando escrevo os artigos, os textos começam herméticos e dá um trabalho danado deixá-los acessíveis e leves e sem perder a profundidade.

Assuntos dessa natureza não são comuns devido aos tabus arraigados no subconsciente coletivo. No mundo gay não é diferente, porque ninguém fala ou comenta, mas pensa, sonha, idealiza até materializar.

Sobre bundas eu acredito que se fala pouco e mesmo os ativos pensam mais em pintos. A bunda não faz sucesso entre os homossexuais e no ato sexual ela é figura secundária.

É interessante, pois a bunda dos homens é apreciada e cantada em verso e prosa pelas mulheres, mas gays não dão muita atenção aos seus contornos e formas.

A bicharada não imagina como é a bunda masculina sob a calça. O olho, invariavelmente, é direcionado para outras partes. Em sã consciência não prestamos atenção porque o objetivo é o pinto.

Há bundas magras, rebitadas, rechonchudas, lisas, ásperas, peludas. Também, não se fala: A sua bunda é muito gostosa ou que bundão, ou, que bundinha! Os falsos exaltam a bunda no ato do gozo e nada mais. É fato, somos atraídos pelo falo e não pela bunda.

Essa parte do corpo não interessa, porque o que interessa mesmo é o orifício central da bunda. É lá que se escondem todos os segredos do prazer homossexual, ou seria no pinto?

Quem tem vontade de comer uma bunda nem passa a mão e vai direto ao assunto, ou melhor, ao orifício. Se for apertadinho melhor ainda.

Gosto não se discute. Eu, por exemplo, adoro uma bunda com pelos, sim, porque se gostasse de bunda lisa transava com mulher. Nada contra os imberbes, mas bunda digna de troféu é aquela carnuda. Nesse universo os ursos fazem a festa.

Outra curiosidade: Os passivos sempre fazem o comercial de suas bundas. Vasculhe a Internet e vai encontrar coisas do tipo: bunda lisa, lisinha, redondinha e arrebitada. Esse marketing é antigo e direcionado aos ativos que dão pouca ou nenhuma importância ao cartão de visitas.

Mesmo secundária a bunda tem papel preponderante na relação com o pinto, pois o que seria dele sem a bunda?

As fantasias sexuais entre bundas e pintos vão além do simples ato da penetração. Os pintos, principalmente, aqueles monstros enormes e de difícil ereção passeiam vagarosamente sob a superfície lunar da bunda e viajando a centímetros do buraco fatal eles descansam no mar da tranquilidade.

Há que considerar as bundas empinadas. Elas são privilégio de jovens esbeltos e de corpos torneados. Invariavelmente, bundas dessa natureza são os melhores suportes para uma penetração leve e profunda, além do formato entre vales servem de suspensório ao pinto. Entendeu? Não é para entender, é para rir.

Entre outros tipos, destaque para a bunda gaveta. Essa é facilmente encontrada entre os homens magros e a melhor maneira de usá-las é não se permitir penetrar, mas sentar e enterrar o pinto dentro. Outro dia uma amiga confidenciou não conhecer bunda gaveta, mas imaginou que essa gaveta poderia ser a bunda de urso, reta, quadrada e sem protuberâncias.

Bundas à parte, o campeão de audiência é mesmo o pinto. O rei da natureza humana masculina e o preferido de nove entre dez homossexuais. Desde os mais tímidos, até os atrevidos são hipnotizados pelo poder do pinto. Gays assumidos idolatram e os enrustidos cobiçam porque ter outro pinto à disposição é demonstração de poder ao quadrado.

Os passivos se deleitam e os ativos são atraídos para trair a bunda e buscar um pinto.

O dito cujo, é observado dia e noite e por onde passa desperta o desejo da maioria. Sob a calça ele já é campeão, porque volume é o que importa. Mas cuidado! Nem sempre volume é sinônimo de tamanho. Um pintinho sempre se esconde entre bagos graúdos.

Aliás, tamanho nunca foi documento e a marca registrada de um bom pinto é a sua capacidade de penetrar sem machucar e fazer gozar sem masturbar.

Diferentemente da bunda, os pintos são artistas natos e os gays os pintam de todas as cores, formas e tamanhos. Há pintos brancos, morenos e negros, finos, compridos, carnudos e grossos e até modelo extra grande, para as bonecas poderosas.

O pinto tem tendências político militar, de direita e de esquerda, a maioria prefere a posição de continência, mas sempre tem um rebelde que insiste em apontar para o céu. Esses são os piores porque devido à anatomia da bunda, nem sempre é possível a penetração.

O pinto é narcisista por natureza. Seu dono procura sempre um espelho e observa o bilau para comprovar a beleza e masculinidade do membro rijo.

Pintos gostam de ser observados, paparicados, bajulados e lambidos, pois sabem que são os maiorais, cobiçados e adorados. A primeira reação de quem os persegue, é apalpar, acariciar e apertar entre os dedos, para depois cair de boca e lambuzar o danado e por fim escondê-lo do mundo no seu orifício sexual.

A natureza do pinto varia de acordo com o tamanho. Se pequeno é bicho danado e enganador, se tem porte médio faz cu doce para trabalhar e se é grande sente-se o próprio sol, já os extra grandes são tristes e solitários.

Quem tem vontade de dar, faz qualquer coisa para ter um pinto para chamar de seu.

Os comentários são sempre superlativos: Que pintão gostoso! Enorme, grosso e durão, mesmo sendo ele mindinho ou no máximo similar ao polegar.

Um bom pinto pode ser facilmente encontrado desfilando pelado e duro no escurinho do cinema, nos banheiros públicos e Shopping Centers, em parques e saunas. Durante o verão desfilam soberanos e até eretos mostrando a carinha sob a sunga nas praias de norte a sul do Brasil.

O seu verbete é quase infinito: pênis, cacete, caralho, vara, jeba, pau, bilau. Vai do cu direto para a mesa servido como mandioca, salsichão, chouriço, franguinho e salame servido na baquete. Do sorvete de saquinho à banana e a sobremesa está servida.

Apesar de cada homem ter o seu, o do outro é sempre melhor. Quem ainda não experimentou e usou um pinto alheio não sabe o que está perdendo e não dá para passar nessa vida sem um encontro mágico com este ser de outro planeta.

Enfim, no mundo gay bundas e pintos não vivem um sem o outro, salvo raras exceções de divórcios amigáveis onde cada um fica no seu lugar.

Há aqueles que não gostam de misturar pinto com bunda, ou porque são voyeur por natureza ou porque vivem apenas das delicias dos toques e pinto com pinto também dá tesão. Há quem diga haver mais mistérios entre o pinto e a bunda do que supõe a vã filosofia. Será?

Ainda assim, o pinto continuará seu reinado por toda a eternidade.

Crédito da imagem: Raphael Perez artista Israelense homoerótico

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 31/10/2016, em Curiosidade, Humor e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 11 Comentários.

  1. não sei por que tiraram do site grisalhos o bate papo, lá conheci muitos amigos, depois perdi contato com eles. uma pena.

  2. O interessante é que quando se olha uma mulher, sua bunda é o que primeiro chama a atenção. Talvez por isto muitos passivos exaltam a qualidade e a beleza de suas bundas. Já notei que eu me preocupo em tê-la macia, pois sempre gostei de passar a mão em bundas, de mulheres e homens, e as gosto macias… Mas parece que os ativos não ligam muito, olham mais o rosto do que o resto do corpo.

    Já os passivos só olham para o pau. Estão sempre ávidos por ele. É difícil na rua perceber quando um ativo nos deseja. Mas os ativos logo percebem o que queremos, pois olhamos descaradamente para seu pau.

  3. A bunda parece mesmo secundária,só quando o men é bonito pra mim me sentir atraído por conferir a bunda tbm.Agora o pinto,pode ser o dono bem feio,se for volumoso, os olhos estão involuntariamente fixos pra região entre as pernas.É muito incrível a variedade de pênis e isso é fascinante,não só em cores e tamanhos mas tbm podem se diferenciar muito em formato.As vezes,fico pensando como seria a sensação de ser penetrado em seguida por penis de formatos totalmente diferentes,tem formatos de bem contrastantes com que eu já senti.

    • Eros

      É uma das coisas mais interessantes é ser penetrado seguidamente por vários pênis.
      Nem sempre se pode ter vários homens, mas quando se consegue, dois, três, seis, cada um é uma variedade do prazer em ser penetrado distinta…

  4. Regis, vc disse tudo. Pinto é o que há de melhor. Mas que ferramenta mais bonita que foi criada, né? Sou um eterno apaixonado pela forma e beleza de um pinto.

  5. Married Daddy

    Texto muito bacana, como sempre, fazendo a gente viajar nos nossos e nos seus pensamentos…Estive na praia há pouco tempo e confesso: não tem como não ficar hipnotizado por aquelas malas sob a sungas. Coroas e coroas deliciosos desfilando aqueles volumes, uns maiores, outros mais compactos, aqueles corpos peludos suados e cheirosos…Mas tem um detalhe: eu, pelo menos, adoro aquelas bundas, peludas, também apertadas dentro da sunga…Assim como o Josué, eu também levava uns puxões de orelha do meu companheiro, quando viajava demais naquelas delícias transeuntes. Bem, eu sou fiel, ele sabe, mas os olhos não nos obedecem, como o resto do corpo.

    • kkkkkkkkkkk muito bom seu comentário.
      Mas só pra deixar claro também sou fiel, acredito em um relacionamento duradouro com fidelidade, etc, como você disse nossos olhos nem sempre nos obedecem.
      Eu e meu companheiro levamos isso muito na boa, com um pouquinho de ciúmes é claro.
      Comentamos, olha que coroa bonito, que magrelo bonito rsrs
      Eu sou bem mais ciumento que ele rs mas alguns coroas até ele mesmo me mostra, pra ver minha reação, ele me cutuca e fala ali aquele é seu tipo e eu bem sínico falo não, que isso, nem é taaaaoooo bonito assim. kkkk
      Abraço

  6. Regis, tudo bem que seus textos são ótimos, mas esse precisava ser tão bom assim? O mais engraçado e gostoso texto que já li sobre pintos! Só perde pro material que o inspirou! RSRS.

  7. Muito bom! um dos seus melhores textos que já li. A maneira como você escreve é super natural e descontraída, gosto muito disso.
    Estava sentindo falta dos seus posts.
    abraço!

  8. Ótimo texto, divertido e verdadeiro.
    Porém eu sou apaixonado por bunda, amo olhar para aqueles coroas de bermudas, com uma bunda cheia carnuda,branquinha e com pelos, quando estão de sunga então, meu Deus …, logico procuro o volume na frente também, fico imaginando o tamanho, se é grosso branco etc.
    Adoro ver a bunda do meu coroa, grande carnuda, branca e com pelos rsrsrs
    Adoro acariciar enquanto ele dorme, tenho um tesão pela bunda dele, como diz um amigo fico molhadinha kkkkkkk
    Quando mais novo, ficava no muro da casa do meu tio vendo ele tomar banho só para ver a bunda branca e gordinha dele, sonhava em penetrar nela um dia kkkkkkkkkkkkkk

    Nas praias aqui de Peruibe é difícil não levar um xingo do meu companheiro por estar olhando para a bunda de algum coroa.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: