Mundo gay: a sociedade está mudando

gay_contra_mao_idosoOutro dia alguém escreveu nos comentários do post gays maduros versus gay idosos, a seguinte frase: Tudo ao seu tempo, a sociedade está mudando.

Após longa reflexão sobre isso surgiu este artigo:

Sim, o mundo está em constante transformação, mas para os gays, principalmente os maduros e idosos, não dá para esperar as mudanças, pois elas já deveriam ter ocorrido há pelo menos duas décadas, explico:

Na minha juventude a liberdade dos gays era mínima e quem chegou à maturidade vive numa sociedade menos preconceituosa, logo, as minhas vontades do passado são diferentes das atuais e a minha adaptação ao momento atual é mais difícil, porque é sabido que os seres humanos têm dificuldades de readaptação na velhice.

Hoje os homossexuais jovens tem mais liberdade, mas eles querem muito mais, querem liberdade ampla e irrestrita, mas isso ainda está longe de acontecer, principalmente, quando o preconceito esbarra na relação dos gays jovens com idosos – Na minha juventude eu também queria mais liberdade, mas querer nem sempre é poder.

Quando li “tudo ao seu tempo”, eu interpretei o seguinte: temos que viver e aceitar a sociedade no tempo presente e não esperar a sociedade mudar para depois viver uma sexualidade ampla e sem nenhum preconceito, até porque, preconceitos sempre existiram e sempre existirão, em qualquer parte do mundo.

Para os gays de qualquer idade é difícil aceitar a própria homossexualidade, seja no século passado, no século atual ou no futuro, porque quando o assunto é sexualidade humana, sempre existirá algum tipo de preconceito.

Especificamente para os gays maduros e idosos não dá para voltar atrás e começar tudo de novo. O que dá para fazer é adaptar-se ao momento presente, mas sempre com muitas restrições, porque as mudanças são lentas, a passos de tartaruga.

Eu já ressaltei noutros artigos as conquistas para a comunidade LGBT, mas a diversidade dos gays é algo que foge aos padrões, desde o gênero até preferencias sexuais, então, cada cidadão necessita de coisas específicas.

Um exemplo claro é a união estável entre pessoas do mesmo sexo. Pouca gente sabe, mas 112 direitos que até então eram exclusivos aos casais formados por homem e mulher, foram estendidos aos casais homossexuais, como comunhão de bens, pensão alimentícia, pensão do INSS, planos de saúde, herança, etc.

Outro dia um colega disse: Deveria existir uma lei que permitisse ao gay idoso manter relação sexual com jovens acima de 18 anos – É uma piada, mas ilustra bem este tema.

Não dá para criar leis para tudo no mundo gay, mas algumas conquistas já estão consolidadas e outras nem precisam de leis e sim da consciência dos cidadãos em tolerar e respeitar o homossexual como uma pessoa normal – Como escreveu o leitor: tudo ao seu tempo, a sociedade está mudando.

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 05/11/2014, em Política, Sociedade e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Que bom que existe esta revista, assim posso entender mais o mundo gay dos idosos, pois adoro um velhinho, apesar de nunca ter ficado com um desses reservados e misteriosos. Talvez por morar em cidade do interior sinto que muitos tem desejos por mim mas por serem casados ou por medo da sociedade nunca permitem uma aproximação maior.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: