O baixo desejo sexual dos gays

Obeso-disfunção-eretilNão existem estudos específicos para explicar o baixo desejo sexual dos homossexuais. Esse fenômeno acontece em qualquer fase da vida e em qualquer idade, mas, principalmente na maturidade e na velhice.

Durante um ano eu colecionei relatos de leitores que escreveram sobre o assunto e que afeta grande parte da população homossexual masculina.

Porque baixo desejo sexual? ou porque estamos suprimindo o interesse sexual? É um paradoxo, pois os gays sempre foram vistos como extremamente sexuais.

Conjecturas do ponto de vista orgânico podem responsabilizar o balanço alterado de algumas substâncias cerebrais pela diminuição da motivação sexual, ou mesmo, algum defeito físico ou alguma doença (hipertensão e diabetes).

Eu penso que no caso dos homossexuais o problema é mais da esfera psíquica, de traumas e inibições sofridas, muitas vezes desde a adolescência.

Existem dois cenários para o baixo desejo sexual: A aversão sexual e o desejo sexual hipoativo.

A aversão sexual ou evitação fóbica é o sofrimento causado pela necessidade de evitar as oportunidades e de encontros sexuais com parceiros, devido à sensação de desagrado, de medo, de nojo, de repulsa e de perigo iminente.

Não entendeu? Tento explicar: Os gays sentem-se rejeitados desde a adolescência e muitos iniciam a vida sexual muito tarde. Uma parcela evita as oportunidades porque acha que ser gay é errado, é doença e isso cria certos bloqueios mentais.

baixa_libido

O Aloísio é um conhecido que viveu a vida evitando contatos com parceiros e chegou virgem aos trinta anos e quando fez sexo pela primeira vez com outro homem, a relação foi traumática. Moral da história: Aloísio passou a ter nojo e repulsa ao sexo. Durante os trinta anos seguintes ele fez sexo eventualmente com um ou outro e manteve uma relação estável por dez anos. A relação terminou e hoje aos sessenta anos ele não tem desejo sexual e até evita falar do assunto.

O Fernando é outro caso de aversão sexual e da repulsa e do nojo. O simples pensar em sexo, o toque ou o beijo é evitado com angústia. Aos quarenta e oito anos ele apresenta sinais de pânico, como náuseas e até falta de ar quando tenta se aproximar de outro homem.

O outro cenário é o desejo sexual hipoativo que nada mais é do que a diminuição ou ausência total de fantasias e de desejo de ter atividade sexual. Isso é mais comum entre os gays que sofreram traumas e frustrações sexuais ou amorosas.

O João Carlos sempre foi sexualmente muito ativo. Desde cedo frequentou saunas e cinemas de pegação. Durante mais de vinte anos fez sexo com todos os gays que encontrou no caminho até que se apaixonou por um homem e foi rejeitado. Moral da história: O seu desejo sexual desapareceu.

Ele ficou apavorado e procurou um especialista e foi diagnosticado com desejo sexual hipoativo. Após a rejeição do homem que tanto amou, ele passou a rejeitar outros parceiros e sentia que tanto fazia ter sexo ou não, pois não fazia mais falta. Ele dizia que tinha um bloqueio e um grande sofrimento por sentir essa desmotivação. Após longo tratamento o desejo sexual voltou a fazer parte da sua vida.

Esses são apenas alguns exemplos, existem outros fatores do cotidiano que causam o baixo desejo sexual na maioria dos gays:

A dificuldade de encontrar o parceiro certo, pois os desencontros são frequentes devido à exigência física que fazemos do parceiro – Idealizamos o homem belo, perfeito, ideal e ele nunca aparece.

A falta da libido ou o baixo desejo sexual dos gays também é culpa do parceiro porque na maioria das vezes falta o estímulo adequado, toques, carícias e beijos, Sexo entre iguais não é apenas um cacete e um rabo.

Há também os desequilíbrios hormonais muito comuns na população homossexual.

Na velhice o principal motivo é o uso de medicações que tem como efeito colateral, a diminuição do apetite sexual. Sim, isso existe e ninguém te explica. Ah, tem também a depressão que por si só explica a falta de desejo sexual, aliás, falta de tudo.

Aqui vai uma lista das causas psicológicas mais comuns entre os gays:

  • Situações traumáticas de abuso sexual;
  • Mensagens anti-sexuais durante a infância;
  • Comportamento sedutor por parte do pai;
  • Dificuldade de unir amor com sexo na mesma pessoa (parceiro X promiscuidade);
  • Culpas – Não aceitação da homossexualidade;
  • Medo do ato sexual (principalmente os passivos)

Na esfera orgânica, os especialistas sempre vincularam o baixo desejo sexual à queda na produção de testosterona, mas em setembro um estudo americano vinculou o baixo desejo sexual com baixo estrogênio, ou seja, a falta de um hormônio normalmente relacionado às mulheres que promove o aumento da cintura e diminui o desejo sexual.

É bom saber que a falta do estrogênio reduz o desejo enquanto a testosterona inibe a ereção. Também, é bom saber que há uma relação direta entre a queda da libido, o desempenho sexual e a obesidade.

Caro leitor dos GRISALHOS, o mais triste sobre o baixo desejo sexual dos gays é que quase ninguém procura auxilio médico. O percentual de gays que buscam ajuda de especialistas é muito pequeno diante de um problema enorme, comum e cada vez mais frequente.

Quadro_percentual_gays

Leia também:

Anúncios

Sobre Regis

58 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 08/10/2013, em Saúde e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. Entendo perfeitamente essa situação… namorei por 3 anos com meu melhor amigo e me decepcionei bastante no final.. traído como amigo e como namorado. Tive minha primeira relação com 20 anos.. hoje tenho menos de 25 anos e não tenho desejo sexual algum.

  2. No meu caso, como comecei minhas experiências sexuais tarde (com 44 anos), o meu desejo sexual aumentou ainda mais, mesmo porque eu sempre estou temperando meus desejos com as fantasias de “enconchadas” no transporte público. E digo o seguinte: – como tem gente praticante desse comportamento! (mesmo hetero com gay); Por falar nisso, vc poderia abordar esse tema futuramente, Emerson? Grato.

  3. Alteração do desejo sexual pode acontecer em qualquer idade e com homens e mulheres. Nada a ver com ser homossexual ou não.

  4. Esse assunto é novidade pra mim!!! Realmente sempre conheci gays extremamente sexualizados… Vivendo e aprendendo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: