O coroa homossexual

coroa_homossexual_cavalieri1Apesar da palavra “coroa” ser bastante pejorativa, pois, de alguma forma conota velhice, o termo é usado por mulheres ou homens jovens, a homens e mulheres que tem idade superior à deles. No meio homossexual o termo também é bastante utilizado e por incrível que possa parecer os gays quando atingem a idade adulta estão se assumindo não como gays, mas como “coroas” e põem à prova a falsa ideia da velhice homossexual como sinônimo de decadência.

Eu já escrevi aqui no blog sobre a figura do coroa, um personagem de idade indefinida, apesar das marcas do envelhecimento, tais como: cabelos grisalhos, calvície e as rugas – Leia no final deste post.

O coroa parece representar certas diferenças e novas atitudes em relação ao tempo e ao envelhecimento e aderiu à geração saúde e ao consumismo para ser aceito na sociedade. Isso não é ruim, mas é necessário ter certos cuidados, porque uma vez homossexual sempre homossexual.

O gay maduro e sem afetação é confundido facilmente com um heterossexual. Um exemplo disso ocorreu com o Marinho. Ele não dá pinta que é gay e foi cantado por uma mulher de 45 anos. Ela ficou no pé dele durante muito tempo, até que ele não aguentou mais e num dos vários encontros, o Marinho abriu o jogo.

Moral da história: a mulher, indignada, para não ficar por baixo, descarregou toda a sua ira e chamou o Marinho de “bicha velha e enrustida”. Ele nem deu bolas, virou as costas e foi embora numa boa.

Quando eu soube dessa história, telefonei para o Marinho e perguntei como ele encarou a situação.

Querido, eu fiquei na minha porque eu sei que as pessoas pensam que ser homossexual maduro ou idoso é ser uma bicha afetada de cabelos coloridos e com poucos vínculos sociais. Hoje o coroa passa a imagem de um homem vistoso, com o charme dos cabelos grisalhos e que demostra disposição e sensualidade. Sem contar que os madurões e sem afetação conquistam espaços e buscam no lazer e na diversão, a igualdade que o mundo heterossexual não nos concede por sermos minoria.

O mundo moderno é individualista e você vale o que as pessoas enxergam de material, até a sexualidade ficou em segundo plano. Na verdade as pessoas querem status, carro, dinheiro e conquistas. Se você tem IPHONE, cultura, conhecimento e passa a imagem de um homem bem sucedido elas te aceitam no grupo.

Os coroas estão se cuidando e tem condições financeiras para isso. Eles são vaidosos com o vestuário, usam perfumes, hidratam a pele, cuidam dos cabelos e das unhas, frequentam academias para manter o corpo. O coroa gay é tanto ou mais metrosexual (*) quanto os heterossexuais.

Querido, ser coroa é um must e eu aproveito o momento e vivo intensamente esta fase da vida e você deveria fazer o mesmo. Mas cuidado! Não é porque você é aceito em certos grupos sociais que os seus integrantes serão tolerantes quando descobrirem suas preferências sexuais. A rejeição é imediata, principalmente se o grupo for composto por homens machistas ou mulheres recalcadas.

Enfim, a história do Marinho é comum entre os homossexuais maduros, mas são poucos que tem discernimento desse contexto social e de como os gays devem se posicionar quando há situações de conflito.

Nota:

(*) O metrossexual é um termo originado nos finais dos anos 1990, pela junção das palavras metropolitano e sexual, sendo uma gíria para um homem urbano excessivamente preocupado com a aparência, gastando grande parte do seu tempo e dinheiro em cosméticos, acessórios, roupas e tem suas condutas pautadas pela moda e as “tendências” de cada estação.

Foi usado pela primeira vez em 1994 pelo jornalista britânico Mark Simpson e foi aproveitado pelas revistas masculinas britânicas e norte-americanas para fazerem desta definição o seu público-alvo. Depois de a sua utilização ter decrescido nos Estados Unidos, o termo foi reintroduzido em 2000 a par da diminuição dos tabus relativos à cultura gay  e com a qual este termo era frequentemente confundido.

Leia também:

O coroa um personagem do mundo gay

Anúncios

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 26/09/2013, em Comportamento, Consumo, Sexualidade e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Married Daddy

    É impressionante esse mundo gay, essa diversidade de comportamentos… Mas o coroa gay tem um perfil bem parecido. Quando não é afeminado faz a linha de hétero pra se proteger. Mas esses que fazem a linha são os piores, digamos, pra quem procura um relacionamento, um namoro. Ainda coloco uma máxima: quanto mais bonitão ou gostosão, mais chato e esnobe. Sou um maduro de 47 anos, tenho um namorado também dessa idade, mas sou muito assediado pelos coroas, talvez pela minha aparência. Quando vêm que aquela pessoa que eles querem ‘usar e abusar” tem cultura, informação e bagagem moral eles realmente declinam e caem fora. Eu acho que são coisas de orgulho, ego mesmo. Ou coisa material, já que não querem nada que “ameace” seu patrimônio, então, um companheiro, nem pensar…As estatísticas não mentem, podem olhar: a maioria está aí sozinha, se divertindo na Internet, nas saunas. Eu não acredito que queiram se relacionar com ninguém. Esses jovens que curtem coroas, na prática, farão sexo “fast foda”, mais do que isso, só mesmo algo como um prêmio da Megasena.

  2. Adorei, acho que estou caminhando para essa condição, ou seja, gay discreto maduro, consequentemente coroa discreto. Hoje, tenho 34 anos, sou confundido constantemente pelas heteros…, porém, dificilmente conseguimos “passar desapercebidos” pelos iguais (minoria) seja quem for, basta um olhar, já sabemos que o cara gosta (teoria do lobo X lobo). Os heteros, vivem me perguntando, e ai namorando, não vai casar etc…Respondo, estou muito feliz, trabalhando, estudando etc… Quando enche o saco, digo, fiquei pro tio, rsrsrsrs. Confesso ainda, que desde criança (8 anos de idade) admiro os maduros e coroas, mas com muita crise de identidade sexual ficando com MENINAS, TERRÍVEL ESSA FASE DA MINHA VIDA!

  1. Pingback: O coroa homossexual | C O O LTURA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: