A sublimação do sexo entre iguais

sublimacao_homossexualNo sentido figurado sublimar significa purificação e na psicanálise é um processo inconsciente pela qual a energia da libido se desvia para trabalhos mentais criativos e socialmente desejáveis.

Pois bem vamos aos fatos:

Há dois anos eu estava em São Vicente e encontrei um velho conhecido de sessenta e quatro anos que aqui vou dar o nome fictício de Osvaldo.

A sua história é muito comum no meio gay. Osvaldo sempre gostou de garotos e após vários anos sem sexo e companheiro fixo, apaixonou-se por um jovem do estado do Mato Grosso. Em menos de um mês ele alugou e montou apartamento para o bofe e no mês seguinte o jovem aplicou o golpe e sumiu com todas as coisas que Osvaldo havia comprado para mobiliar o apartamento.

Depois de sofrer as dores do golpe e equilibrar-se psicologicamente ele caiu na real sobre a sua condição de homossexual e idoso e jurou nunca mais envolver-se em relações de sexo.  Naquela manhã de maio de 2011 na praia em São Vicente ele reforçou suas convicções e me disse: Sublimei o sexo da minha vida. Curioso eu perguntei os motivos. A resposta foi direta: Não quero mais saber de sexo porque não sou mais um adolescente. Viverei a minha velhice com dignidade, tenho mil coisas para fazer. O sexo é página virada.

No ano passado eu estava na Doceria Dulca na Rua Vieira de Carvalho em São Paulo tomando um café e encontrei o Ermínio, outro gay paulistano e também idoso. Ermínio por opção nunca teve relação estável e durante a vida teve muitos parceiros. Na conversa surgiu novamente a palavra sublimação e os seus motivos não eram diferentes dos motivos do Osvaldo, ou seja, decepções com parceiros.

E assim foi, com o Rubens, o Armando e o Cabral, todos gays, todos com vivências homossexuais que atravessaram décadas, entre prazeres supremos, decepções amorosas e frustrações sexuais.

A sublimação do sexo entre iguais ocorre em todos os estratos sociais e em todas as faixas de idade. O mais interessante são os motivos da sublimação: Há casos de impotência sexual, perda da libido, baixo desejo sexual, viuvez de gays em relações estáveis longas, frustrações ou decepções amorosas, traumas decorrentes de violência física ou psicológica, a não aceitação da condição de homossexual, além das pressões sociais, religiosas e familiares.

Caramba! São infindáveis as situações para sublimar o sexo.

Volte lá no primeiro parágrafo: nenhum gay sublima o sexo para purificação do corpo, se existem essas situações são casos raros e geralmente envolvem religiosidade e outras crenças.

O maior percentual das sublimações do sexo entre iguais está no esvaziamento da energia da libido que canaliza para outros meios sociais. Isso justifica todos os demais motivos citados no sétimo parágrafo.

Então eu concluo: Quem sublima o sexo sofre alguma alteração psicológica e mesmo consciente a libido transfere para outras coisas que tragam prazer, logo o Ermínio não vai conseguir canalizar a energia para o sexo, mesmo que o jovem bonitão seja o seu número perfeito, porque ele não tem controle sobre isso. Também, esse fenômeno tem maior incidência entre os gays maduros e idosos, pois viveram todas as coisas que a vida lhes proporcionou, sejam elas boas ou ruins.

E não é que outro dia lá na chácara eu me surpreendi pensando nessa coisa de sublimação! Aí peguei um caderno, porque lá eu não uso computador e comecei a rascunhar este post – A sublimação existe no meio gay e é mais frequente do que imaginamos.

E você caro leitor dos Grisalhos. Como encara a sublimação sexual? Realmente não existe controle porque é um processo inconsciente?

Vale lembrar que no caso da sublimação trata-se do sexo de fato e não está neste contexto a masturbação, o sexo virtual ou com brinquedos eróticos.

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 03/05/2013, em Sexo e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 17 Comentários.

  1. Ótimo tema Regis. Tambem sublimo mas gosto de chatear com homens acima de 60.

  2. Acho que muitas “sublimações” tem a ver com as decepções geradas pelos critérios adotados ao escolher um parceiro! Normalmente rapazes novinhos, bonitos e interesseiros…

  3. Estou solteiro desde 2005. Há cerca de dois anos que não faço sexo casual. Fiquei sem saco para sauna, cines e encontros marcados pela internet para, no fim, voltar para casa sozinho. Semanas atrás fui paquerado ostensivamente por um cara. Digo ostensivamente porque ele perguntou há quanto tempo eu não transava e, quando disse há mais de um ano, ele ficou indignado. Se é para gozar, me viro muito bem sozinho. Já afeto é algo que não se resolve sozinho, na sauna, no cine ou na internet.

  4. Pedro Pereira

    Respeito todas as opiniões. Afinal, cada um vive sua própria vida. Eu sou um maduro sublimado. Lamento isso, mas sou.

  5. Sublimação nada.
    Assim como ninguém opta por ser homossexual, ninguém decide sublimar o sexo. O que acontece com muitos coroas é cair na real em determinado momento da vida. Sim, porque a ilusão definitivamente não compensa, porque a desilusão é um golpe que apaga todas as recompensas da ilusão. É preciso ser muito ingênuo para um velho acreditar que um jovem vai querer ficar com ele desinteressadamente.
    Tenho 61 anos, e se querem saber acho ótimo estar atualmente livre do desejo incontrolável da juventude. Sexo é o instinto mais poderoso, por isso incontrolável. É claro que com o passar do tempo vai perdendo a força, como acontece com a própria vida.
    E o Budismo me ajuda há muito tempo entendendo e evitando a ilusão.
    Tentem enxergar a vida como ela é, e sejam felizes!

    • Gostei muito mesmo do seu comentário .Nunca tinha pensado nisso e acho que para ser feliz qq ser humano não precisa necessariamente de ter o sexo inserido ,até porque todos irão envelhecer um dia .

  6. Olá Regis, achei bem interessante o post – porque se por um lado aparentemente existe esta imagem da vida sexual super exacerbada em torno da vida dos gays, na realidade já faz um tempo , até pela idade que cheguei – que reparo que existem sim muitos indivíduos que partem para esta sublimação da qual você fala, por atingirem a maturidade, por não estarem dentro dos protótipos de beleza e juventude bem rigorosos que se propagandeiam serem os esperados , e então não serem mais tão facilmente “aceitos” ou “desejados”.
    Não creio que não exista controle sobre estes processo, penso que junto com o amadurecimento enquanto idade deve seguir um amadurecimento pessoal e afetivo, em que se busquem outras qualidades nas relações, afetivas ou sexuais, e se procurem ou valorizem outros aspectos que quem sabe não estivessem sendo percebidos.
    1 abraço
    Fernando

  7. Eu tenho 27 anos e estou tentando sublimar, acham que estou num bom caminho para diminuir o sofrimento ? rs.

    Ando reparando uma coisa: os coroas reclamam que nem um jovem quer algo sério e tal , mas buscam muito o cara do corpo perfeito, malhado, rostinho de novela etc etc. Caem no condicionamento do controle social a partir da padronização de tudo, como o sistema costuma fazer. Talvez, seja imperativo de minhas ideias, mas grande parte dos jovens que se ligam em cultuar o corpo – disse a maioria, não todos – geralmente é bem cabeça de vento, cérebro semente de mostarda; onde buscam essa tal perfeição que na real não existe e nunca existirá. Isso é mais uma forma de o sistema controlar sua máquina monetária para continuar girando, pois junto com o culto ao corpo vem: suplementos, roupas da moda, cabelo, cremes etc etc etc.
    Assim, esse pessoal acaba sendo mais para sexo do que para companhia. Como você vai conversar sobre coisas existenciais, livros, questionamentos, momentos da vida com um cara que está com a cabeça voltada o tempo todo para o seu corpo, soa narcisista não??
    Sei lá, talvez, eu que seja o errado dentro desse mundão por gostar de ler, filosofar, músicas diferenciadas, artes, cinema, questionar, indagar, refletir, auto-enfrentar…De fato, a vida é para aqueles que não questionam nada, vivem feito bois condicionados, e parecem-me sempre estarem felizes; gostaria de ser assim, mas não dá. Os questionamentos são cada dia mais intensos, mais profundos – essa ontologia ainda me matará.
    Soa, as vezes, meu discurso até pessimista, mas chegou a um ponto que eu o acho mais realista do que pessimista.
    E o culto à felicidade que anda rolando por ai. Como se ser feliz fosse uma “condition sine qua non”, o que é felicidade?? Deixa pra lá, quem sabe o moderador faça um tópico sobre isso.

  8. manoel cordeiro

    Também nao consigo ter uma relação de maior rendimento, os caras não querem nada sério, o que fazer?

  9. José Augusto Heeren

    Creio que o problema não se encontra exatamente em sublimar o sexo e sim em sublimar a afetividade, se fechar para o outro. Infelizmente isto acontece com muita frequência. Nossos medos, concretos ou não, podem ser o principal ingrediente dessa receita.

  10. Simples: perda da libido.Na eventualidade de sua volta, consolador e vídeo pornô. Sexo seguro para evitar decepções e perigos, Ou seja,eu comigo mesmo.

  11. Tu anda muito criativo Régis, no ultimo a questão dos autômatos tema de vanguarda atualíssimo.Concordei com tudo muitas das informações eu de fato não conhecia.
    Agora esse novo post da questão da sublimação?como seria válido se tivéssemos um leitor que fosse psicólogo para dar um parecer melhor, já vi alguns que passaram
    por aqui mas ninguém de fato abraçou a causa.
    Vou tentar(não sou psicólogo) se eu estiver errado me corrijam: ok
    A palavra sublimação é muito forte dentro da linha freudiana não seria um mecanismo de defesa pois não se impoê nenhum trabalho defensivo. Então não é necessário ter controle
    sobre o impulso, pois este apresenta-se modificado de tal forma que pode ser satisfeito sem proibições.Na sublimação não existe a repressão pois ao deparar com a rejeição pela consciência, o impulso é desviado para canais socialmente aceitos.Revejam os exemplos acima no primeiro caso em questão tomou consciência do erro, que eu acredito que não era a primeira vez, tinha sei lá outras coisas a fazer e foi viver…..
    Se formos cair dentro da linha de freud é um processo inconsciente porém como uma função da parte pensante(ego normal) como foi dito acima: não haverá proibições e se a pessoa
    quiser entrar é livre,já sabe o caminho e as consequências de tal ato. Um ser maduro neste caso não se vitimiza…olhe o que a vida fez comigo…..não existe a Madalena arrependida..
    Eu penso que um jovem senhor de 50 anos já deve ter aprendido a viver com a realidade, já não é um moçinho guiado a impulsos, temores e fantasias a ‘Alice no país das maravilhas’.
    Se conhece e reconhece seus sentimentos e reações, tem uma estabilidade na questão de valores, sabe descansar e se distrair na hora certa, é resiliente( já falei disso de um limão faz uma limonada, tem flexibilidade ás mudanças e não é mais, Maria vai com as outras, sabe obter prazer tanto em dar como receber, interessa pelo outro sem esquecer de seus interesses próprios, não influenciar-se a si e aos outros por preconceitos, ser tolerante com os amigos, estabelecer boas amizades tirando o sexo como fator principal, pensar em coletividade tirar o foco de si mesmo. deve ser o caminho.tem muita coisa pra falar isso seria o homem de meia idade, depois disso o filminho é outro.
    que numa outra oportunidade a gente discorre. ok? um ótimo final de semana a todos.
    Não sei se eu sou um alienígena neste mundo gay, por muitas vezes me senti assim, mas bate nesta tecla:
    Sexo= não se resume em cú e pinto. Penetrante e penetrado. Sexo também inclui um olhar maroto, um sorriso sem vergonha, uns peguinhas nervosos, ponha uma
    pessoa num altar e o adore é tão bom….um abraço fort, sentir o coração palpitar, adrenalina…..mãozinhas dada,s suor frisson…ke gostoso.
    Não se apegue em estilos pré determinados porque eu queria um que fosse assim grisalho ou assado( tezudo, pintudo)
    Não estabeleça pré-conceitos e muito menos seje preconceituoso.
    As vezes na vida, para a gente conseguir algo que nunca teve, tem que fazer algo que nunca fez. Aí é com você….
    um bom final de semana a todos. È o que eu sei gente.
    Marcelo

    • Tenho 42 anos e um relacionamento 30 anos mais velho e esse relacionamento já dura 10 anos. Percebo que nossos corpos e desejos mudam, mas nada que nos afaste, nos amamos muito. O segredo é manter-se ativo e atualizado, ler, antenar-se para ter papo atraente. O sexo deixa de ser o primordial, mas desenvolvem-se outras aptidões e interesses. E o mais importante, que é o abandono do egoísmo, não é anular-se, mas estar disposto à troca, à doar-se. Muitos idosos cheios de manias, querem um boneco que os “respeitem”. Este é o maior dos problemas na relação entre pessoas com diferença de idade. Os dois precisam se ver sem diferença de idade.
      Admito que são relações complexas, mas muito sólidas. Temos 10 anos de relação e somos os que temos muito menos tempo de relação no nosso grupo de amigos, alguns estão próximos dos 40 anos de relação e a grande maioria dos meus amigos já possuem 20 anos de relação. Amo muito a todos eles e nós sempre debatemos este tema. E sempre comentamos que o primordial nestas relações são o respeito, a tolerância e o carinho.

  12. Acho que é isso mesmo. De uns tempos pra cá estou sentindo a mesma coisa,com a idade fica mais difícil achar alguém,e acho também que a pessoa vai se acomodando.
    Tenho conhecido vários homens, mas o namoro não vai pra frente,acho que o pessoal esta escolhendo muito.

    • eu não sei do que esses caras estão falando, tenho 22 anos, sempre quis um coroa mais velho , entre 53 e 66, mais nunca encontro. sempre procurei uma relação de amizade, companheirismo sem grude, mais um parceiro para as horas livres, e até sofro por não encontrar um cara legal, com um comportamento paternal…pra amizade, sexo e companhia.
      e o curioso é que sou muito bonito (desculpe-me a sinceridade), sou bem natural…mais os coroas não acreditam em nada e nunca querem nada sério ou responsável…

  1. Pingback: O baixo desejo sexual dos gays | Grisalhos

  2. Pingback: Sublimação sexual e emocional dos gays | Grisalhos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: