Será o fim das relações estáveis?

casa_gay_maduroRecentemente, eu publiquei o post Mapa-múndi do Arco íris, sobre a evolução dos direitos civis dos gays e reconhecimento das uniões homoafetivas ao redor do mundo.

Ontem os telejornais deram destaque sobre as empresas americanas que solicitam à Suprema Corte Americana, aprovação do casamento gay em nível federal nos Estados Unidos.

Na contramão dessas mudanças, os gays reclamam que está cada vez mais difícil encontrar um parceiro para uma relação estável – A maioria dos gays quer apenas sexo, então para que casamento gay?

O que está acontecendo no mundo é um fenômeno chamado comunicação.

Lembro-me dos tempos difíceis da ditadura militar e até o final dos anos 1990. Os gays tinham muita dificuldade de comunicação porque viviam confinados em guetos, às vezes era um pequeno bar num beco qualquer e por lá circulavam em média trinta gays por noite e as possibilidades de encontrar um parceiro para fazer sexo eram muitos pequenas.

A Internet e a telefonia móvel revolucionaram a comunicação e isso gerou uma mudança radical na nossa cultura, proporcionando uma rápida comunicação entre as pessoas. Hoje é fácil encontrar gays que tenham afinidades semelhantes à nossas.

Os gays estão conectados na Internet o tempo todo buscando estabelecer contatos. A facilidade na comunicação abre um leque de opções de interações, inclusive, sexuais.

Se antes eu levava seis meses para encontrar um parceiro, hoje eu posso ter vários em questão de minutos. Com essa gama de possibilidades e variedade de parceiros fica difícil eu querer estabelecer uma relação estável.

Atualmente a relação estável concorre com a variedade de possibilidades de se obter vários parceiros sexuais. Será o fim das relações estáveis entre gays? Será que o futuro será de relações abertas?

Eu nunca havia pensando nisso, mas trocando e-mails com um leitor do blog, eu conclui uma possibilidade sobre esta questão.

Os gays são minoria e dentro dessa minoria existe uma minoria que prefere a relação estável.Portanto, não será o fim das relações estáveis entre gays. Nada mudou, sempre foi assim, mesmo no passado e não será diferente no futuro, mas com uma variante nova: a comunicação pode influenciar e reduzir ainda mais o pequeno universo de gays que preferem a relação estável.

Leia também:

@@ Relação estável entre gays – até quando acreditar?

Casais gays – Dinâmicas de relacionamento

@@Mais sobre relações estáveis entre gays

Anúncios

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 01/03/2013, em Comportamento, Internet, Relacionamento, Sexo e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. mas é tão bom achar alguém que você ama e é correspondido.

  2. olá, amigos tudo bem??
    Entonces, século 21 é uma era de mudanças mesmo. A questão das relações estáveis não devemos esquecer que afeta também os heterossexuais. Existe uma psicanalista que está sendo bombardeada pela mídia dra. Regina Navarro( aliás… ela está hj num chat da uol respondendo questões ligadas a sexualidade.
    Ela afirma veemente que é o fim da monogamia, nós os gays sempre estivemos bem mais além desse tempo. Estou começando a crer ke ser gay deva ser uma elevação espiritual será????
    Isso é mundial, a Leila Diniz nos idos dos ano 60 afirmava: vc pode amar uma pessoa e ir para cama com outra. Sempre concordei com isso.
    Eu acredito que o homem ( incluo idem a mulher) não é fiel.
    Fidelidade deva ser um estado de espírito.
    Pode se estar fiel … num dado momento da vida.
    Não quero matar o sonho dos românticos de modo algum, vc pode viver e ter uma relação estável sim, desde ke: haja um entendimento de ambas as duas partes( olhe a redundância) ninguém merece e não se sujeite a fazer o papel de palhaço por conta de uma pessoa ke não te respeita ou por causa de uma pica.
    Pica.(isso tem-se de kilo e todo mundo sabe onde encontrar.
    Se avexe não bichinho e nem se diminua.
    Amanhã pode acontecer tudo, se avexe não,
    A lagarta rasteja até o dia em ke cria asas.
    Voar, voar subir subir…. como no sonho de ícaro de Biafra…..rsrsrs

  3. paulo azevedo chaves

    Pela própria natureza do gay de sexo masculino, as relações estáveis monogâmicas são uma minoria dentro do universo da homossexualidade, inclusive em âmbito mundial. E com a facilidade de comunicação atual através das redes sociais, a manutenção de um companheirismo estável entre dois homens torna-se bem mais difícil e raro. Coisas da vida e desses tempos novos de FB e congêneres que vivenciamos hoje.

  1. Pingback: ← Será o fim das relações estáveis? | T A R L O U Z E

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: