Personalidade: Cazuza

Depois de uma semana trabalhando em Porto Alegre estou de volta a São Paulo.

Na quinta-feira passada eu e alguns colegas  fomos ao Thomas Pub em Porto Alegre e por lá rolou muita descontração e música, alias, o som das músicas do Cazuza ficaram na minha cabeça durante vários dias. Daí lembrei que não tinha nada no blog sobre ele

Nascido a 4 de abril de 1958, no Rio de Janeiro, Cazuza foi criado em Ipanema, habituado à praia.

Na adolescência, porém, o gênio rebelde do futuro roqueiro se manifestaria. Cazuza terminou o ginásio e o segundo grau a duras penas, e, depois de prestar vestibular para Comunicação, só porque o pai lhe prometera um carro, desistiu do curso em menos de um mês de aula. Já vivia então a boemia no Baixo Leblon e o trinômio sexo, drogas e rock ‘n’ roll. Que ele amasse Jimi Hendrix, Janis Joplin e os Rolling Stones, tudo bem. Mas vir, a saber, que se drogava e que era bissexual, isso, para a supermãe Lucinha, não foi nada fácil. Assim como não foi, para o pai, ter que livrá-lo de prisões e fichas na polícia, por porte e uso de drogas.

Você já imaginou o Cazuza hoje, ou melhor, o Sr. Agenor como um grisalho de 54 anos?

Os mitos nunca envelhecem e deixam legados especiais. Ele foi o escritor de pensamentos únicos, não um poeta, mas o representante de uma geração.

Hoje é o dia dos solteiros e Cazuza se autodenominava “sempre solteiro”.

No dia 26 de abril de 1989 Cazuza deu uma entrevista para a revista Veja sobre a sua luta contra a AIDS – A capa da revista chocou o pais e a partir daquele momento a minha vida tomou outros rumos. Cazuza foi para mim uma lição de vida e se hoje estou vivo eu devo isso a ele, porque eu também fui “um porra louca”, rebelde, muito álcool e algumas drogas. Baixe o arquivo da Veja AQUI

A seguir o texto de Cazuza –  Querido DiárioTópicos para uma semana utópica.

Segunda-feira:
Criar a partir do feio
Enfeitar o feio
Até o feio seduzir o belo

Terça-feira:
Evitar mentiras meigas
Enfrentar taras obscuras
Amar de pau duro

Quarta-feira:
Magia acima de tudo
Drogas, barbitúricos
I Ching
Seitas macabras
O irracional como aceitação do universo

Quinta-feira:
Olhar o mundo
Com a coragem do cego
Ler da tua boca as palavras
Com a atenção do surdo
Falar com os olhos e as mãos
Como fazem os mudos

Sexta-feira:
Assunto de família:
Melhor fazer as malas
E procurar uma nova
(Só as mães são felizes)

Sábado:
Não adianta desperdiçar sofrimento
Por quem não merece
É como escrever poemas no papel higiênico
E limpar o cu
Com os sentimentos mais nobres

Domingo:
Não pisar em falso
Nem nos formigueiros de domingo
Amar ensina a não ser só
Só fogos de São João no céu sem lua
Mas reparar e não pisar em falso
Nem nas moitas dos metrôs nos muros
E esquinas sacanas comendo a rua
Porque amar ensina a ser só
Lamente longe, por favor
Chore sem fazer barulho

Anúncios

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 15/08/2012, em Memória, Personalidade e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. paulo azevedo chaves

    Dizer que Cazuza “não foi poeta” é um equivoco.. Seus textos são pura poesia, iconoclásticos, singulares. Ele é o melhor poeta do cotidiano urbano que tivemos naquelas décadas de ouro que marcaram sua trajetória fulgarante neste planeta.Cazuza foi un cometa cujo brilho intenso ainda hoje nos ofusca e deslumbra. SALVE CAZUZA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Caro Paulo,
      Não vou justificar, mas pra mim o Cazuza não foi poeta. Seus textos tem poesia, mas ele mesmo não se julgava um poeta e sim um escritor da sua geração. Um gênio… Salve Cazuza!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: