Vida gay no Irã

A imagem deste post foi divulgada em 2010 e chocou o mundo quando da execução de quatro homossexuais iranianos.

As relações entre pessoas do mesmo sexo ainda são ilegais no Irã e em mais de 80 países. Especificamente, no Irã os gays são punidos com castigos físicos e rotineiramente com a pena de morte.

Em 2007, durante um evento na Universidade Columbia, em Nova York, o presidente do Irã Mahmoud Ahmadinejad já havia desafiado a lógica ao dizer que não existem homossexuais no Irã. “Nós não temos isto em nosso país”. No Irã, nós não temos homossexuais.

Talvez os gays iranianos estejam fadados à extinção por conta das atrocidades cometidas contra os homossexuais. De acordo com a Sharia (conjunto de leis e regras de comportamento prescritas para os muçulmanos), os homossexuais podem ser perseguidos e condenados à morte por apedrejamento, forca, corte por espada ou serem jogados do alto de um penhasco. Um juiz da corte islâmica decide como ele deve ser morto. É impossível saber os números de execuções de homossexuais, porque eles não são divulgados pelo Ministério da Justiça.

A maioria dos gays de famílias de classe média foge do país e vão para outros locais da Europa, Estados Unidos e Canadá.

A vida para um gay iraniano é muito dura, por falta de informação sobre o assunto e falta de segurança também. Ele tem que usar uma máscara 24 horas por dia.

Em maio de 2012 o Irã sentenciou quatro homens da cidade de Choram, na Província Kohgiluyeh e Boyer-Ahmad, à morte por enforcamento sob a acusação de sodomia.

Se o presidente Mahmoud Ahmadinejad diz que não existem gays no Irã, não deve perceber o que acontece na Praça Daneshjoo, ponto de encontro dos gays de Teerã.

Eles são obrigados a viver na mais absoluta clandestinidade, já que a lei islâmica vigente no Irã classifica a homossexualidade como pecado e crime. O Irã não é um exemplo de transparência, não há estatísticas confiáveis sobre a questão, mas alguns grupos de ativistas gays afirmam que até­­ 4 mil­ homossexuais foram executados desde que os aiatolás tomaram o poder, em 1979.

Ainda assim, há quem ouse levantar a voz contra a perseguição sexual. A Organização Gay Iraniana IRQO – Iranian Queer Organization  mantém um site, uma revista e um programa de rádio, além de uma sede que, obviamente, não fica no Irã – mas em Toronto, no Canadá.

A seguir algumas das penas aplicadas no Irã:

Sodomia
Crime: Ato sexual entre dois homens, com penetração (lavat).
Pena: Morte para os dois parceiros, se ambos forem maiores; menores de idade recebem 74 chibatadas.

Nas coxas
Crime: Quando um homem esfrega seu pênis ou coxa na coxa de outro homem (tafkhiz).
Pena: 100 chibatadas em cada parceiro; o ativo, se não for muçulmano, é condenado à pena capital. A 3ª reincidência também é punida com a morte.

Beijo gay
Crime: Beijo entre dois homens, “com intenção lasciva”.
Pena: Até 60 chibatadas.

Peladões
Crime: Quando dois homens que não são parentes são flagrados nus “sem necessidade” na mesma cama.
Pena: 99 chibatadas.

Fonte de pesquisa: Revista Superinteressante

Anúncios

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 07/08/2012, em Comportamento, Religião, Sociedade e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 13 Comentários.

  1. Ainda bem que não nasci lá, porque com certeza não taria aqui para contar história, já teria subido de tanto barbarizar, simplesmente revoltante, dá um nó no estomago de tão nojento, mesmo diante de tanta roubalheira, viva o Brasil!!

  2. Edilbertokaram@yahoo.com.br

    É infelizmente há coisas absurdas neste planeta como matar gays no irã e paises associados. Mas não erámos todos iguais perante a deus javé maomé?. É por ter mente fechada que países sofrem drasticamente guerras e sanções.

  3. que absurdo, país nojento …
    que bom que eu não nasci lá .
    os heterossexuais não entendem o que nós gays passamos.

  4. Paulo Nayan

    Sei que poucos vão entender o que vou dizer, mas os países árabes em geral são regidos politicamente e moralmente pelo mesmo livro que usam para orar. Não concordo com a matança. Mas se o Brasil fosse regido pela Bíblia, mas que houvessem divergências de pensamento e interpretação teríamos menos violência. Tanto os pobres quanto os ricos seriam homens e mulheres de fé e honrados. Jamais iriam roubar e matar por NADA, como é feito hoje nesse pais. Só porque não sou rico, tenho que roubar e matar alguém para ter o seu tênis de marca. Muito menos, só porque sou uma autoridade, não tenho direito de roubar do povo. Em resumo, estou falando de moral e honestidade.

  5. luisaugustobonilha

    A alta sociedade do Irã e os jovens não aguentam mais isso. Muitos abandonam o pais e vão para o Canada. Um dia isso acaba nem um mal dura para sempre. rezemos para que isso tenha fim. só Deus para salvar o pais dos aiatolás. Filmes tão belos feito num lugar tão obscuro: A cor do paraiso e a Separação. alguém ja viu?

  6. Fico triste e chocado em saber que existem países tão retrogádos em relação ao homossexuais.Parabéns pela matéria…

  7. Uma vez vi um pedido de socorro na internet de um iraniano homossexual. Ele pedia que alguém o ajudasse a sair do Irã. No tempo das cavernas se matava para se defender ou por alimento, mas nunca houve tanta violência gratuita como nos dias de hoje. Pior que tem milhões de pessoas que em troca de R$ 100 por mês, dão altos índices de popularidade a quem apoia tiranos que cometem essas barbáries. A humanidade é uma merda, e o Brasil não é diferente.

  8. FelipeAdrian

    Absurdo…Saber que existe países tão retrógrados,repugnantes,infelizmente a mídia ou direitos humanos são incapazes de monstrar a realidade da homossexualidade no mundo pois não atrairia ibope.Parabéns pela matéria…

  9. Quando leio uma notícia dessas, minha garganta fica travada, meu peito apertado, desesperançado, a única palavra que me vem é “horror”! Que humanidade é esta que habita este planeta?

  10. paulo azevedo chaves

    É sempre bom lembrar que os maiores amigos do ex-presidente Lula no plano internacional foram Ahmadinejad (Irã), os irmãos Castro (Cuba) e o presidente ditatorial da Venezuela, países onde a homossexualidade é crime e os gays são perseguidos e descriminados.O “mensaleiro” Lula realmente escolheu a dedo presidentes homofóbicos como seus diletos amigos e isso merece repúdio da comunidade homossexual brasileira.

  11. Que país atrasado. Que povo atrasado em suas consciências. Que lastimável… Não querendo justificar, mas a única resposta que encontro pra isso, é que esse homossexuais mortos podem ter sido, em vidas passadas, o mesmos assassinos de hoje os condenaram. Só pode ter essa explicação, por tamanha estupidez.

  1. Pingback: Vida gay no Paquistão | Grisalhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: