Da pederastia à homossexualidade

Um pouco de história não faz mal a ninguém – Então vamos aos fatos:

O termo pederasta remonta à Grécia antiga e eu me lembro de que no início dos anos 1970 muitas pessoas ainda usavam esse termo. Uma vez um senhor pederasta me perguntou se eu também era pederasta.

Ao longo da história observamos mudanças nas palavras e nos termos empregados que identificavam os homossexuais, bem como, o seu significado e as implicações sociais que marcaram cada etapa da evolução da sexualidade humana.

A pederastia remonta à Grécia antiga e era interpretada como rituais sexuais entre homens de idades, hierarquias e classes sociais diferentes. A pederastia clássica indicava a relação entre um homem adulto e outro adolescente. A pederastia implicava na valorização, incentivo e enaltecimento do papel da beleza.

O termo Philia também é da época da Grécia antiga e foi retirado do tratado de Ética a Nicômaco de Aristóteles, e significava a relação de amizade e amor entre dois homens, mas sem relação sexual. Nas sociedades gregas isso era entendido como a valorização da predileção por companheiros do mesmo sexo.

No início do século XIX surgiu o termo Uranismo. Nome estranho não? Nunca ouviu falar?

A origem do termo uranismo para caracterizar a homossexualidade é obscura. Platão afirmava que Urânia era a ninfa gerada por Urano, mas sem mãe. Urânia era a senhora do universo, representada com um globo terrestre em suas mãos. Ela tinha uma varinha, com a qual indicava a direção dos astros. Outra fonte da origem do nome pode vir da mitologia de Urano, o deus do cosmos, filho de Gea (terra), para outros o filho do Mar. Segundo Cícero, Urano é pai de Vênus com Hémera. Mais tarde, Urano é mutilado por Cronos e das gotas de seu sangue nascem gigantes e ninfas

O uranismo significa inversão genital. Na tradição mitológica antiga eram conhecidos dois tipos de uranismo:

a) a inversão artificial, que significava apenas um vício da relação homossexual;

b) a inversão perversão, considerada uma degeneração mental.

Dentro destes dois campos, há inclinações para a homossexualidade com rejeição ao sexo oposto e há outra forma de homossexualidade que é a indiferença ao sexo oposto. Para estes, a vida sexual normal produz um cansaço, repulsa e até impotência. A partir desta situação, instala-se um comportamento genital anômalo. O amor uranista (invertido) é uma caminhada normal, na esfera psíquica, uma vez que ele possui todas as fantasias, caprichos, bem como paixão e violência. Na prática, no entanto, se efemina nos homens e se masculiniza nas mulheres.

Nas sociedades da época o uranismo implicou nas lutas por direitos sociais pautados na base biológica desta característica.

A partir da segunda metade do século XIX surgiu o termo homossexual que significa Indivíduos biologicamente atraídos por pessoas do mesmo sexo. As implicações sociais eram pautadas em Intervenções científicas de conversão e “normalização” da prática sexual.

No começo do século XX o termo homossexualismo passou a ser usado com a conotação de doença, com a efeminação como sintoma. As sociedades ocidentais, principalmente, a médica indicava que a doença podia ser prevenida e que poderia ser “curada”. Mais de um século depois, o termo ainda é usado indevidamente por pessoas que têm uma visão negativa da homossexualidade.

A partir da segunda metade do século XX o termo homossexualidade trouxe a ideia de que ser homossexual é um modo de ser do indivíduo. A palavra dá ênfase aos aspectos psíquicos e afetivos. Coincidência ou não, o termo homossexualidade trouxe a valorização do individuo e junto com ele a defesa dos direitos dos homossexuais e a condenação da homofobia.

Chegamos ao século XXI com conceitos bem definidos sobre a orientação sexual dos cidadãos. Dai surgiu o acrônimo GLS e depois GLBT que durou pouco porque o movimento lésbico ganhou mais sensibilidade dentro dos movimentos homossexuais e hoje é LGBT . O palavra gay é uso corrente nas mídias que orientam as sociedades modernas, inclusive, a médica.

Você não acorda e pensa: eu sou pederasta ou sou homossexual, até porque a maioria dos homossexuais, não aceita a própria homossexualidade.

Também, é comum as pessoas confundirem pederasta com pedófilo – O sociólogo Massimo Introvigne escreveu o livro Sacerdotes Pederastas. Basta ler as primeiras páginas para associar os padres à pedofilia. No texto se percebe a existência de linha tênue entre a infância e a juventude.

Alguns especialistas recomendam evitar o uso do termo homossexual devido à sua história clínica e porque a palavra se refere apenas a um tipo de comportamento sexual.

Copiando René Descartes – Sou gay, logo existo.

A utilização da palavra GAY pelos próprios homossexuais, a se referirem a si mesmos, fez com que o termo se tornasse universal e não pejorativo.

A história serve para nos lembrar de que a sexualidade humana independe de rótulos ou termos que nos condicionam em caixas, como cobaias de laboratório.

Curiosidade: No Brasil, ainda existe no Código Penal Militar o chamado “crime de pederastia” e se refere a atos libidinosos, sejam homossexuais ou heterossexuais, praticados exclusivamente por militares e no âmbito das Forças Armadas – ai que delícia! e pensar que o Batalhão Sagrado de Tebas era composto por guerreiros homossexuais e ferozes que se mantinham unidos por laços amorosos.

Anúncios

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 25/07/2012, em História e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. paulo azevedo chaves

    Mais uma aula do prof. Regis abordando a evolução histórica da homossexualidade através do espaço e tempo. Para mim, pederastia é a relação sexual e /ou amorosa entre um homem mais velho e um rapaz, de acordo com seu conceito verdadeiro originário da Grécia Antiga, onde isso era uma prática amplamente difundida e aceita.Mas hoje pederastia é usada vulgarmente como sinônimo de homossexualidade A registrar que o termo “pederasta” traz em si uma conotação crítica, hostil,enquanto “homossexual” é apenas uma constataçao da preferência sexual de uma pessoa por outra do mesmo sexo..

  2. Parabéns!
    A História é a transformação da cultura humana, como passar do tempo. Gostei o título: Da pederastia à homossexualidade. Pederastia tem sinônimo de intelectualidade ou pessoa de calasse abastada.
    Ate parece que tudo o que vivemos nasceu da pederastia/homossexualidade, imagine a cultura grega antiga, mestre e seus discípulos, na academia filosofando, onde não era permitida a presença de pessoa do sexo feminino.
    Hoje comum a pederastia: o gay idoso que banca um jovem é o pederasta da atualidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: