Histórias de padres amantes

Eu sempre recebo mensagens pedindo para publicar artigos sobre padres gays e o que eu percebo nesses pedidos são indícios evidentes do fetiche sexual desses gays por padres e bispos da igreja católica.

Em dezembro de 2009, eu publiquei o post Sexo gay na sacristia que é um dos campeões do blog com mais de quatro mil leituras.

Aqui estão outras histórias:

No interior de São Paulo um padre de quarenta anos, bonito e esbelto era cobiçado por todas as moças da pequena cidade. Uma das moças seguia o pároco por todas as partes da cidade até que um dia observou o padre conversando com o pipoqueiro na praça central. Moral da história: O padre era amante do pipoqueiro que tinha fama de ser um homem bem dotado. A moça enciumada denunciou o pobre mortal aos seus superiores e ele foi transferido para outro lugar. Quanto ao pipoqueiro ele passou a ser assediado pelas recatadas moçoilas e soube-se que até se casou com uma delas e teve cinco filhos e três netos.

Lá pelos idos dos anos 1980 eu frequentava o gueto gay paulistano e regularmente eu encontrava o Nicolau, um gay louco e tarado por padres. As suas preferências eram por padres idosos, com idade superior a 75 anos. Ele vivia verdadeiras fantasias e sempre que podia mantinha relacionamentos de amizades e sexo com vários deles.

Uma vez ele me confidenciou que conseguiu trabalho na Diocese de São Paulo como motorista do arcebispo e que sempre que podia frequentava as festas quentes dos religiosos. Contou também sobre uma viagem ao Vaticano e que por lá viveu verdadeiras maratonas sexuais.

Outra história também é do interior de São Paulo. Um padre de cinquenta anos era frequentador assíduo da sauna Trés Chick de Campinas até que um dia ele conheceu um gay idoso. O padre queria manter relações sexuais fora do ambiente da sauna e para isso convidou o idoso para ir à igreja onde ele era pároco. Após duas semanas o idoso apareceu na igreja e qual não foi a sua surpresa ao ver o homem tirando as roupas e após alguns segundos o “coroa” estava completamente nu no corredor central da igreja.

Caro leitor, a igreja estava aberta ao público e o padre amedontrado perguntou ao idoso porque ele fez aquilo e recebeu a seguinte resposta: Ao entrar na igreja eu me senti como São Francisco de Assis e precisava me despojar de todos os meus bens materiais, inclusive, as roupas. Por sorte apenas uma velhinha presenciou o fato e depois daquele dia o padre nunca mais apareceu na sauna e mudou de ares e foi procurar gays na cidade de São Paulo. O assunto só não virou fofoca porque a velhice era muda.

Um caso mais antigo aconteceu em 1975 na periferia de São Paulo. Um padre idoso de aproximadamente sessenta anos dava aulas de religião no colégio que ficava num prédio anexo à Igreja. Sempre que podia ele arrumava um jeito de arregimentar garotos da turma da tarde para auxilia-lo nas tarefas da igreja. Notícias que corriam na comunidade indicavam vários adolescentes que aceitaram a proposta do padre e nas dependências da igreja e até no salão paroquial os garotos eram usados como instrumento de masturbação.

Uma ultima história eu recebi num e-mail vindo de Minas Gerais e narrado pelo amante do padre João. A relação entre eles começou em 1985 numa festa da padroeira da cidade. Após as festividades eles se encontraram num beco escuro e lá masturbaram um ao outro. Daquele dia em diante ficaram amantes. O padre João tinha 55 anos e o amante 30 anos.

Viveram felizes durante vinte e cinco anos até a morte do padre em 2010. Nessa relação eles sempre foram discretos e cada vez que o padre João era designado para outra paróquia, o amante mudava de endereço para acompanhar o padre em sua missão de evangelização. Viajaram para a Europa diversas vezes onde frequentaram os ambientes gays de Madri, Barcelona, Paris e Munique, além de várias viagens de férias para o nordeste do Brasil.

Hoje o amante está com 55 anos e mora sozinho num apartamento em Belo Horizonte. Também, nunca mais encontrou outro homem para viver um grande amor. Em suas memórias estão os melhores dias da sua vida ao lado do padre João.

E você caro leitor, já foi assediado ou assediou um padre? ou, tem uma história de padre gay para registrar aqui no blog?

Leia também:

@@ Padre gay na Internet

@@@ Sexo e o Vaticano

@@@@ Padres, poder e homossexualismo

@@@@@ Padres em festa gay em Roma

@@@@@@ Filme: O Padre

Anúncios

Sobre Regis

58 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 04/07/2012, em Sexo, Sexualidade e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 19 Comentários.

  1. Tenho uma admiração muito grande por padres, principalmente os bem brancos de qualquer idade se forem estrangeiros melhor ainda, deve ser espetacular principalmente pelo sigilo que é de suma importância.

  2. lourenço avila

    já tive caso, transa com 3 padres.. o primeiro foi sem saber, mas logo descobrir devido sua atitude, e postura..os demais foi proposital, e sinto falta , pq sempre desejei..
    muita das vezes ficava com inveja desses meninos que são bolinados por padres pq desde criança desejei ter relação com padres.. e um dia sem nem esperar aconteceu.. foi otimo..

  3. Rola na aviação a historia de um piloto que, quando jovem, não tinha dinheiro para pagar o curso. Ele conheceu um padre maduro e o padre o ajudou a pagar o curso de piloto. Mas o padre fez mais: Benzeu o pau dele – Hoje ele é conhecido no meio como PINTO SANTO.

  4. conheci em uma sauna de bh,um coroa maravilhoso de 70 anos que,só aceitou transar em um motel,marcamos e a transa foi maravilhosa,ele pediu que o deixasse em frente uma determinada instituição católica da cidade,quando lá chegamos,ele me mostrou sua carteirinha de padre,fiquei chocado,mas como não sou religioso,procurei entender.Nunca mais o vi,atualmente,estou sendo paquerado por um monsenhor muito lindo,se conquistá-lo não vou perde-lo,como aconteceu com o padre.

  5. Eu já me relacionei com um padre sem saber.foi assim:indo do interior pra capital, conheci-o no terminal do tietê,á noite,ele estava vestido normalmente ele.jovem e bonito me convidou pra passar a noite com ele,na época eu devia ter uns 25 anos,aceitei passamos bons momentos juntos,lembro que ficamos num hotel na no bairro da Liberdade,mas ele dizia a todo momento que precisava levantar bem cedo,pois tinha um compromisso em Jundiaí,sua cidade,eu percebi sua inquietação. Até que ele me confessou que era padre e se sentia muito mal pelo que aconteceu,mas disse que não conseguia evitar e sempre que podia,escapava pra capital onde não era conhecido. Disse também que gostou muito de mim e se eu não gostaria de ser só seu…é obvio que fiquei chocado com a situação,pois naquela época eu fazia outra ideia de como seria ser padre…! Mas não demonstrei pois gostei dele. Nos despedimos na entrada do metrô Liberdade na manhãzinha de um domingo que caia uma chuvinha bem fina,eu ainda fui á feirinha da Praça da República,depois voltei pra Campinas,nunca mais nos vimos…!

  6. Eu ja tive dois casos com padres.. é muito gostoso.. rs
    Ainda tenho contato com um deles e sempre que tenho vontade vou visita-lo

  7. olavo melo

    já transei um padre e namorei outro , aqui no interior do Rio grande do norte. Dois homens fogosos , masculos e bonitos.

    • Olavo, tenho muito tesão em padre coroa, madurão mesmo, que pena que não tive a oportunidade de conhecer algum desses!!!!!!

  8. Tenho um livro de contos homoeróticos ilustrado, dentre os quais, 2 envolvem padres. Acho que vou publicá-lo. Quando isso acontecer deixarei o recado aqui. Um abraço a todos.

  9. Muitos adolescentes com tendências gays encontram na religião um refúgio para fugirem das cobranças familiares para que tenham namoradas e transem com mulheres.Como seminaristas, por exemplo, eles não apenas têm o dever de se manterem castos, como encontram nesses seminários parceiros para sua satisfação sexual.

  10. Bom gente eu tenho paixão por Padres maduros, tive um relacionamento com um padre, e acho super legal…

  11. Mera coincidência: Matéria publicada no site ACAPA: Padre suspeito de abusar de adolescentes é preso em SP

    A Polícia Civil prendeu ontem o padre Anderson Risseto, de 39 anos, suspeito de abusar sexualmente de seis jovens na mansão onde funciona uma instituição comandada por ele no bairro do Morumbi, em São Paulo. O padre nega as acusações.

    Risseto foi denunciado ano passado por seis rapazes da Comunidade Advento, que abriga mais de 20 adolescentes. Em uma das denúncias, um dos rapazes disse que, ao atender o chamado para ir ao quarto do padre quando tinha 14 anos, encontrou o religioso nu, que o teria ameaçado de expulsão caso não mantivesse relações sexuais com ele. Outro contou que era obrigado a fazer sexo com Risseto desde os 11 anos de idade.

    Os rapazes, que hoje têm entre 15 e 18 anos, também sustentam que o padre promovia festas regadas a álcool e obrigava as vítimas a dormir em sua cama e tomar banho com ele. A investigação foi acompanhada por integrantes da Igreja Católica.

    Risseto foi levado depois de decretada sua prisão temporária, de cinco dias. Foi encontrado material pornô em seu quarto, mas à polícia o religioso disse que o material era dos internos e que a denúncia é uma retaliação de jovens expulsos.
    Em nota, a diocese de Campo Limpo declarou que o padre Anderson deixou o trabalho em paróquias após pedir renúncia como pároco, em março de 2010. No mês seguinte, a Comunidade Missionária Advento teria sido extinta pela diocese. Em junho deste ano, o padre foi suspenso, sem poder exercer suas funções sacerdotais.

    Nota do blogueiro: Sexo e religião caminharão lado a lado até o fim dos tempos…

    • Coincidência mesmo! Pois é, sexo e religião andam junto… Para os padres que gostam dessas aventuras, todo cuidado é pouco, depois de uma denúncia já era. Será bom os padres saberem bem com quem cometem essas aventuras. Os padres são muito, intelectuais, mas nessa hora falha; ou preferem parar por aqui, a carne é fraca e, na hora não resistimos, quando vemos, já fizemos, não tem como voltar atrás.
      O que acontece como o padre Anderson Risseto, aqui em SP é comum em todos os lugares. As vitimas são adolescentes carentes “socialmente” e “inocentes”, e procuram essas organização de entidades pastorais nas comunidades, com intuito de obter um padrão social, porém, os adolescentes, que procuram essas organizações de entidades pastorais, nem todos são homossexuais, e são obrigados manter relações sexuais com os padres. Os que não são homossexuais denunciam os padres, ai não tem mais jeito.

  12. Não conheço nenhum caso, mas acho legal pela discrição que acompanha este tipo de relação.

  13. Não frequento igreja, de nenhuma religião, mas, adoraria ter um amante padre acima de 70 anos, só assim, eu passava frequentar a igreja Católica para tirar um pouco dos meus pecados rss… Tirar os pecados; ou cometer mais pecados?

  14. doishomossexuais

    Segundo boatos do povo na época que eu morava no interior daqui de Minas Gerais, algumas tubulações do seminário da cidade entupiram por causa da grande quantidade de camisinhas que os seminaristas estavam descartando pelo vaso sanitário. Pelo menos eles se preveniam, né? rsrs.

  1. Pingback: ( E.V.S. )

  2. Pingback: Blog dos grisalhos: quatro anos na web « Grisalhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: