Obesidade entre os gays maduros e idosos

Olha aí do lado da página e veja os Top 12 da semana – Os grisalhos Gordos – Fat Daddies está na lista dos artigos mais lidos dos últimos dois anos e não é para menos, porque a maioria dos gays magros tem um fetiche ou predileção por gays maduros ou idosos gordos e gordões.

Embora a prevalência de obesidade diminua com o avançar da idade, ela ainda é uma situação comum e de grande relevância na população em geral e também entre os gays envelhecentes.

As inflamações crônicas e as alterações endócrinas contribuem para as mudanças no metabolismo e na composição corporal que aparecem com a idade.

Essas alterações se não corrigidas podem trazer prejuízos às funções orgânicas e contribuir para o desenvolvimento de complicações da obesidade, como diabetes, hipertensão e doenças vasculares.

Já postei um artigo sobre o fetiche dos gays por homens gordinhos. Apesar do gosto por esse tipo físico a obesidade “leve ou acentuada” não é nada agradável, principalmente, porque além de todas as doenças a ela relacionadas, também, afeta o sexo, pois o excesso de peso reduz o desempenho sexual.

A obesidade causa outros transtornos, quando nem tudo está “no seu devido lugar” podem surgir problemas que acabam gerando isolamento, retraimento social no meio gay e até depressão.

E os problemas não param por aí. Os gays obesos podem ser predispostos a alterações hormonais que, associadas às constantes “pressões sociais” pelo corpo perfeito, a discriminação e o medo da própria sexualidade podem gerar disfunção erétil, ejaculação precoce e queda do desejo sexual.. É lógico que nem todos os gays obesos serão afetados por esses problemas, e é preciso uma avaliação médica para descobrir se essas disfunções sexuais tem origem psicológica ou são alterações do próprio organismo.

A obesidade é hoje uma epidemia mundial que precisa ser combatida não apenas por questão estética. Pacientes obesos podem ter dificuldade para se movimentar e têm infecções com maior frequência em suas dobras de gordura. Além disso, sobrecarregam sua coluna e membros inferiores, apresentando artrose de articulações da coluna, quadril, joelhos e tornozelos,  como também varizes e úlceras nos membros inferiores.

Desculpem-me os fãs de gordinhos e gordos, mas por todos os motivos acima e em nome de uma vida sexual saudável, pois sexo, é claro, também é saúde, vamos encarar a obesidade como uma doença que pode e deve ser combatida. O meu companheiro já está fazendo dieta e caminhadas diárias para combater o sedentarismo e o excesso de peso.

 Leia também:

 @@ Os grisalhos gordos – fat daddies

@@@ Os grisalhos gordinhos – chubby Daddies

O vídeo a seguir é da Fundação Portuguesa de Cardiologia

Anúncios

Sobre Regis

58 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 02/05/2012, em Saúde e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. sempre ouço dizer:sempre tem um pé torto para um chinelo velho…..mas nunca ouvi:tem milhares de pés retos para chinelos novos….entendeu????

  2. bom, eu ñ sou apenas um admirador, mas sim uma pessoa que gosta dos gordinhos, e vem desde a adolescencia, tive um relacionamento de 4 anos com um gordinho, digo assim carinhosamente, porque gosto mesmo de gordos, meu ex marido tem 1m72 e 116kg, e ele é saudavel, ex fumante, porque ñ gosto de cigarro, pedi a ele que parasse e ele parou, diabetes controlado, colesterol tambem, mesmo sendo gordo e fofo, ele é saudavel, geralmente as pessoas associam doenças aos gordos, assim como associavam aos magros que é o meu caso, porem tem magros que se cuidam, e gordos que se cuidam tambem, o problema maior, é que nós homens não fazemos controle médico, não nos preocupamos com nossa saúde, pelo fato da pessoa ser gorda não significa que ela seja doente, porem, entendo sim que a obesidade pode gerar problemas, mas quando se é gordo e voce tem habitos saudaveis, isso não irá influenciar… ñ tenho fetiche por gordos, eu gosto mesmo, pessoas de corpo normal, magro, sarado, bombado, não me salta os olhos, não sinto atração física, somente os gordos me despertam atenção, principalmente os que são gordos porem durinhos, são meu tipo preferido.

  3. Embora todos sabem que a obesidade, é um risco para a saúde, numa vida ativa. No artigo afirma que a obesidade leva o isolamento, trazendo outros tipos de doença; vocês “gays obesos” não precisa chegar a essa situação, neste meio tenho muitos admiradores, de vocês “gays obesos”.
    Vemos no comentário do Paulo Azevedo: quem gosta de obesos são michês, acho que não é bem assim. Talvez os obesos sentem excluídos, e optam pelos os michês para ter seus prazeres; assim podem ser que os gays obesos sejam mais vitimas dos michês. Temos que ser felizes. Não devemos importar tanto com nossas aparências, no mundo a gosto para tudo, mais cuidar a saúde é muito importante; sou admirador de vocês gordões. Nem tudo que e bom para alguns, não é saúdo para outros.

  4. Pois bem, a todos que amam viver “PROCURE SEMPRE ALGUM MÉDICO ANTES DE REALIZAR QUALQUER PROCEDIMENTO, seja a nivel de medicação, caminhada, procedimento cirurgico. E estas revisões devem ser periódicas pois determinadas medicações se usadas de forma aleatória podem haver perdas de todos os sentidos desde hormonais a cognitivas e como já comentei super importante o exame do papanicolau na prevenção do cancer do reto. Quanto aos gostos cada um com seu cada qual….

    A BANHA LUBRIFICA A ALMA, AMACIA OS SENTIMENTOS E PREDISPÕE AO AMOR…RSRSRSRS………………………….MARCELO

  5. Acho discutível a afirmação do post de que “a maioria dos gays magros têm um fetiche ou predileção por gays maduros ou idosos gordos e gordões”. Não se pode falar de “taras” de uma pequena parcela da população homo como se fosse algo comum.Os gays em geral têm um senso estético muito apurado e na arte como na vida se encantam sobretudo com a beleza. Pois é, amigo, quem gosta mesmo de idosos gordos e gordões são os michês, pois gordura também pode ser um indicativo de prosperidade material e carteira recheada de notas de 100 reais.

    • Paulo

      Por minhas experiencias de vida penso: Quem gosta de gordinhos e gordos não são apenas os michês, mas boa parcela dos gays em geral. Os bears geralmente são gordos que gostam de ursos gordos, os magros tem predileção por gordinhos. Pode ser um fetiche, mas existem gays que gostam de homens extremamente gordos ou fat daddies. É óbvio que o padrão de beleza física predomina, portanto, quem gosta de homens mais velhos acaba deixando o padrão de lado e se relaciona com homens de corpos não apenas gordos mas envelhecidos. Para os gordinhos, gordos ou gordões isso não é demérito mas é a consequencia natural do ciclo da vida.

  1. Pingback: O diabetes na população de gays maduros e idosos « Grisalhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: