Dramas e delícias da bissexualidade

No Rio de Janeiro, no final do século passado, o escritor e jornalista Pedro Nava se suicidou, aos 81 anos, ao ter suas atividades sexuais com michês de Copacabana ameaçadas de serem reveladas à família por um dos seus parceiros. Nem amigos nem familiares suspeitavam que ele levasse uma vida dupla.

Mesmo em meio à liberação sexual vivida por gays em todo o mundo, hoje em dia, muitos deles ainda optam por se passarem por heterossexuais para serem melhor aceitos socialmente, e isso é particularmente verdadeiro no que se refere aos políticos. Muitos são gays, mas ocultam sua homossexualidade por trás da cortina hipócrita da família bem estabelecida, com esposa e filhos. E desse modo ganham respeito e mais votos dos seus eleitores.

O jornalista e poeta Paulo Azevedo Chaves narrou a este blog que em sua adolescência, no Recife, nos anos 50, seus primos, tanto os noivos como os casados, tinham relacionamentos homossexuais entre si ou com terceiros. E que ao longo de  sua vida adulta, passada entre Rio de Janeiro e Recife, ele conheceu vários gays que optaram pelo casamento convencional em busca de melhor aceitação social e também para escapar da solidão na velhice.

Um dos casos mais ilustrativos ocorreu na década de 90, no Recife, quando um jovem amigo  gay e ”pintoso”, se converteu à Assembleia de Deus, quebrou todos seus CDs, ficou noivo e foi viver de acordo com os padrões  morais da repressiva sociedade provinciana, em sua cidade natal.Quantos “entendidos” sufocam a própria homossexualidade para viverem segundo os cânones morais e religiosos das cidades de pequeno e  médio porte Brasil a fora? É isso que o assíduo colaborador de GRISALHOS se pergunta.

Ele também conta uma aventura amorosa que viveu já sessentão (hoje está com 73 anos) com um rapaz de trinta anos, que trabalhava como repositor de supermercado na vizinhança de seu apartamento em Afogados, bairro recifense. O rapaz era olindense e tinha mulher e três filhos. Durante dois ou três anos, eles viveram momentos de felicidade juntos. Mas quando Paulo se mudou para outro município, por motivo de trabalho, eles se separaram. Marcelo – este é o nome do olindense –continuou com sua vida dupla, transando com outros homossexuais. Ao se reencontrarem recentemente, Marcelo, mulato, quarentão, ainda muito atraente, contou ao ex-parceiro que estava com Aids. Ele contraíra a terrível doença transando no escuro de cinemas pornôs gays do Recife, sem proteção, depois que se separaram.

A bissexualidade é uma condição de vida muito comum em todos os estratos sociais mundo a fora. O famoso Alexandre Magno, rei da Macedônia, foi um bissexual assumido e muito respeitado por suas tropas na Grécia Antiga. Outro grande guerreiro, Julio Cesar, senador e conquistador da Gália na época pós-Imperio  romano, também foi um dos mais famosos bissexuais da História. E isso se repete através do espaço e do tempo em nosso mundo. O triste é quando essa vida dupla leva a tragédias, como a de Pedro Nava, que deu um tiro na cabeça numa rua de Copacabana, ao ser chantageado por um michê, que telefonou para sua casa, em plena madrugada. Segundo Paulo, ele foi um gigante como escritor, mas, por sua covardia, um anão como ser humano.

Imagem: Ricardo Chaves

Leia também: Mitos do universo bissexual

Anúncios

Sobre Regis

58 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 11/04/2012, em Sexualidade e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 16 Comentários.

  1. Niedja Maria Guimaraes

    Realmente, a bissexualidade existe e concordo que as pessoas se libertem e deixem suas emoções se concretizarem. Não tenho nada contra, o que mais incomoda são os enrustidos que não conseguem ser felizes e nem fazer os parceiros felizes. Eles devem sofrer com os seus preconceitos. O que importa é viver a vida plenamente como ela nos convida.
    Cada um é dono dos seus desejos, do seu corpo, da sua liberdade. Desde que vc. não ultrapasse os limites das outras pessoas. O medo é que cria barreiras. Lamento pelos que não conseguem se libertar.

  2. Paulo Azevedo Chaves

    No livro Os Ritos da Perversão e Outros Poemas escrevi um haicai (poema de 3 versos) com o título de BISSEXUAL. O poemeto é dedicado a Edmée Kingsmill, modelo bissexual muito bonita e que quis transar comigo quando morei em Londres na década de 50.Mas como não sou bissexual, recusei a oferta.Eis os versos:” Nele ou nela a exata soma:/ o prazer homo ou hétero/numa e noutra cama”. O livro digital Os Ritos da Perversão e Outros Poemas está no site ISSUU, em versão flash player.

  3. Depois dos 46 anos resolvi parar de lutar e me entregar as delicias da homossexualidade. Assumi pra mim mesmo que sou gay e e compreendi que não tenho como mudar isso. A partir dai foi que consegui ter paz e aproveitar essa viagem nesse planeta na “janelinha”. Como é bom gostar de homem!!! Estou aos poucos deixando isso tomar conta de mim a ponto de não me sentir “culpado”. Eu s´´o preciso acabar com minha timidez e chegar mais junto daqueles que me atraem. Falando nisso, no metrô, eu percebo um universo grande de gay´s. Não será quase todo mundo gay???

    • é isso aí Eduardo, fico feliz por vc. e è muito bom gostar de homens (coroas, maduros, grisalhos), não se sinta culpado. Antes eu me sentia culpado tambem, mas depois percebi que nao escolhi ser gay, apenas sou e me sinto muito bem com essa minha condição, agora o proximo passo (no meu caso), é contar para minha familia, pois pra mim este é o passo mais dificil, mas um dia vou consegui.

      E realmente no metrô, pelo menos o da cidade de São Paulo, é um local de muita paquera entre gays, é uma pena que geralmente são homens enrustidos casados, fico triste por eles pois esse acho que não são felizes.

  4. concordo com os comentarios ja escritos, não tenho nada contra a bissexualidade, pois acho que todos tem o direito de viver o jeito que quiser, mas acho errado quando esse estilo de vida prejudicam outras pessoas. Um dia eu estava “paquerando” um coroa e ele me falou que era (e provavelmente ainda é) casado com uma munher ha mais de 27 anos, e falava com orgulho que sua mulher e familia nem suspeita de suas preferencias, disse que tinha “tara” por homens, mentindo para ele mesmo que não era gay ou bi, mas que só tinha tara como se fosse uma fantasia. nada contra mas vcs acha que depois de 27 a mulher e a familia pelo menos não suspeita de nada?

    Acho tambem que a culpa não e dele, pois na epoca dele as coisa eram muito mais complicadas, hoje em dia as coisa estão mais faceis, mas mesmo assim existem muitos jovens com medo de se assumirem, um bom exemplo sou eu, tenho 23 anos e não contei (ainda) para minha familia sobre a minha condição sexual. embora também, nunca tenha mentindo trazendo uma garota pra casa, mas trouxe meu namorado de 63 anos falando q ele é apenas um amigo muito querido, mas acho tambem que no fundo eles sabem.

    um bom fim de semana para todos

    • Eu particularmente não creio em “bissexualidade”. Para mim, sentir-se atraído por pessoas do mesmo sexo está em um extremo, enquanto gostar do sexo oposto está no outro. Eu vejo impossível a “bissexualidade” ser uma orientação, assim como ser homo ou ser hetero. É uma condição sexual imposta por si mesmo, para melhor adaptar-se à sociedade.

      Putz, levou o seu coroa na casa dos seus pais? kkkkkkk. Eu tbm levei o meu, mas ele não chegou a dormir… a desculpa foi: “amigo do trabalho”… rsrsrs

      Confesso que foi meio estranho ver meu coroa (pai) e meu coroa (namorado) tomando uma cerveja na sala… hehehehe

      • Paulo Azevedo Chaves

        Caro João: Você está redondamente enganado: qualquer médico psiquiatra lhe dirá que existem pessoas que se sentem atraídas e transam por prazer com pessoas dos dois sexos. Freud explica.Informe-se um pouco mais sob o assunto antes de dar uma opinião leviana e equivocada com base em sua própria experiência.

      • Ola João , sempre levo meu coroa lá pra casa, mas ele nunca dormiu lá, mas não acho estranho ele conviver com minha familia, acho até muito natural. pelo menos minha familia sabe com quem eu estou me relacionando, quer dizer conhece “meus Amigos”

        Ah em relação a Bissexualidade, não concordo com vc, na minha opinião acho sim que tem pessoas que se sentem atraidos por homens e mulheres. mas respeito sua opinião e acho que todos deveriam respeitar, afinal ninguem é dono da verdade.

      • Estimado Paulo, primeiro, eu posso ou não estar enganado. A verdade não é absoluta… e você afirmar rotundamente que estou equivocado pode ser sinal que sua ignorancia está aflorada.

        Primeiro, não fui leviano, apenas coloquei o que penso. Cuidado com as palavras e os ataques. Isso sim é ser leviano, además de grosseiro.

        Eu me informo, muito. Não há nada de concreto dos porquês da homossexualidade, inclusive se existe ou não a bisexualidade. Freud explica? Não creio… se Freud explica a bisexualidade deveria explicar também o porquê de nossa orientação… que é um belo mistério para tudo e todos. Nascemos? Somos frutos do meio? Os dois? Como entender sem ser reducionista?

        Simplesmente eu dei minha opnião… eu sou muito rodado, e todo bisexual que conheci transavam com mulheres simplesmente para manter as aparecencias. É minha opnião, e você até o momento não me disse qual a tese de doutorado que você fez sobre o assunto para afirmar se estou ou não errado.

        A propósito fiz terapia por muito tempo, tenho amigos psiquiatras… e para eles a bisexualidade é história de hipócritas que usam a condição dubia para serem aceitos socialmente.

  5. Pois bem,eu acredito que a hora da verdade só chega quando existe a mentira. Agora men-
    tir para vc mesmo acho bem pior ainda. Existem pessoas bissexuais sim, que transitam nos
    2 lados numa boa, porém a maioria se diz bi mas na verdade são gays.E comum um algum perido vida esse dúvida mas tendência mesmo é ir para só caminho geralmente tende mais a pesar para o lado homo.O brasileiro se encaixa muto neste perfil bissexual, porém de um
    modo ainda que velado. Hoje ém dia é moda ser bi.. é chamado de bicurioso ke diz não e-
    xistir preconceito etc… essa fala é muito comum no mundo virtual…mas a verdade é essa:
    querem na verdade sim um macho são a tal das BAYTOLAS, realmente fazem jus ao no-
    me são realmente tolas(os).
    Existe tb outro perfil de bi que é o bi- alpinista, aquele hetero que usam as pessoas para
    para ter ascenção social, financera se sentem o troféu em pessoa mas qdo a queda vem
    transformam-se em verdadeiras BIBAS.
    Ser gay nem que for para dizer só para vc é ser um HERÓI.

    • Paulo Azevedo Chaves

      Caro Marcelo: Sempre acompanho suas lúcidas intervenções nos temas abordados em GRISALHOS. Mas neste caso da bissexualidade, discordo de você quando diz que “Durante um certo período de vida ela é comum,mas a tendência mesmo é ir para um só caminho, em geral para o lado homo”. O bissexual verdadeiro leva por toda a vida sua atração pelos dois sexos. Na juventude tive caso com um bi belíssimo de minha idade. Ele hoje é médico proctologista (ânus) e acredito que aproveite a oportunidade de tratar dos problemas anais dos pacientes para satisfazer seu “outro lado”.Eu relato meu caso com Gilberto no livro Os Ritos da Perversão e Outros Poemas”, que você pode ler na seção LITERATURA deste blog. Abs. Paulo

  6. Tenho 26 anos e tenho boa experiencias com homens maduros. Cada vez mais vejo o quanto a sociedade é hipócrita. Já conheci políticos, padres e pastores enrustidos…

    O que mais me enoja nisso tudo é a “dupla moral”. A pessoa bota uma máscara de hipócrita e condena a homossexualidade… mas quando tem oportunidade, no anonimato, no escuro… se solta.

    Outro ponto que me dá muita lastima é ver como muitos usam a mulher como escudo. Isso é deprimente, é deplorável… usar alguém por uma vida toda, somente por conveniencia, sem sentir amor…

    A vida passa, e no fim esse tipo de pessoa não viveu nenhuma das duas vidas… se enganou por toda sua curta existencia. Foi mediocre, mentiroso… mas não é qualquer tipo de mentira. A pior de todas é aquela que vc tenta se enganar.

    Me relacionei com mulheres até os 22 anos. Quase casei… ainda bem, que minha consciencia não me deixou seguir em frente.

    • joão, ke bom que vc pensa assim nos seus 26 anos, cabeça boa…

      para enriquecer essa questão de dupla moral a ke vc se refere tem uma pesquisa tá na uol na parte de comportamento ou gay com o titulo:

      HOMOFOBIA É MAIOR EM QUEM TEM ATRAÇÃO REPRIMIDA POR PESSOAS DO MESMO SEXO.

      com este este, apesar de ser uma pesquisa vc pode tirar suas conclusões. leia e volte sempre

      • Obrigado Marcelo, verei a reportagem. Voltar sempre? Claro! Este blog é incrível… 🙂

    • Paulo Azevedo Chaves

      Nos casos de bissexualidade, o que existe é atração sexual pelos dois sexos. E isso é ótimo, pois os bissexuais fruem de dois tipos de amor diferentes — com mulheres e com homens.
      Existem mulheres que preferem transar com os bi porque eles fodem melhor, pois sabem, por experiência própria, o que as mulheres querem e gostam na cama. No entanto, acho que os bissexuais que escondem seu “outro lado” das esposas estão errados, pois viver uma vida mentirosa é errado.Além do mais, ficam sujeitos a chantagem.

  7. Paulo Azevedo Chaves

    O texto é oportuno pois revela uma face da sociedade brasileira que muitos desconhecem ou preferem não conhecer.Eu mesmo, durante meus 73 anos de vida, conheci muitos bissexuais que se passavam por heterossexuais ortodoxos.E isso é triste, pois viver uma vida baseada em mentiras quanto à verdadeira identidade sexual revela covardia e fraqueza. Ainda bem que hoje muitos estão “saindo do armário” e vivendo sua homossexualidade de modo mais livre, sem disfarces.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: