O mundo não é gay, é bissexual

Um grupo de pesquisadores da universidade de Harvard publicou um estudo apontando que em trinta anos a bissexualidade fará parte da orientação sexual de aproximadamente 80% da população mundial. O estudo foi publicado na revista científica Nature.

A pesquisadora Diane Rodham, que é doutora em Neurologia e Sexualidade diz que o corpo humano é composto por milhares de neurotransmissores que podem ser estimulados sexualmente de diversas maneiras, mas a carga cultural que recebemos nos impede de vivenciar plenamente nosso potencial.
No caso dos homens o ‘Ponto G’ é a próstata. A estimulação prostática é 85% mais intensa do que os estímulos penianos.

Os cientistas avaliaram que a divulgação da cultura da diversidade aliada ao acesso a informação cientifica sobre as possibilidades sexuais do ser humano farão homens e mulheres se permitirem viver uma vida sexual sem rótulos e preconceitos.

Nos estudos de Alfred Kinsey em 1948 identificou- se que 46% da população pesquisada (homem e mulher ) era exclusivamente heterossexual, 4% era exclusivamente, homossexual e 50% era bissexual e isso só confirma a tendência de crescimento desse percentual apresentado nos estudos atuais.

Deixe-me fazer algumas analogias, para tornar o assunto menos acadêmico e mais interessante:

1. Temos apenas 4% de chances de encontrar um gay para relacionamento e sexo;
2. Temos 50% de chances de encontrar um homem bissexual para um relacionamento, mas com grandes possibilidades dele te trocar por uma mulher na primeira oportunidade;
3. A probabilidade de você viver uma relação 100% gay é muito pequena, portanto, “caia na real” e seja menos inflexível nas suas relações;
4. Os gays que gostam de homens mais velhos querem um “paizão” ou um “avozão”. Isso é fácil de conseguir entre os bissexuais que tem filhos e netos;
5. Você já perguntou ao seu parceiro se ele é gay? Tenha cautela! Porque você pode estar vivendo com um bissexual;
6. Ouvi de um amigo: se eu pego o meu namorado com outro homem eu fico furioso e termino a relação, mas se ele transar com  uma mulher eu não me importo – Que coisa mais bissexual!
7. Se você já transou com mulher por imposição da família, da igreja e da sociedade, você não é gay, você é bissexual. Já parou para pensar nisso? Não? Então pense: como é que você conseguiu transar sem sentir tesão? Ou você fez como um amigo que foi para a zona com o pai e pagou o dobro pelos serviços da prostituta para ela dizer ao pai que ele foi um garanhão, quando na verdade ele nem tirou a roupa e a prostituta se ocupou lendo a revista Capricho.
8. Os bissexuais são maioria nas comunidades e ONGs gays.
9. Os bissexuais são maioria em todos os locais de frequência de gays: saunas, bares, boates, banheiros e cinemas de pegação;
10. Quem está saindo do armário são os bissexuais. Os gays já sairam há muito tempo;
11. Mundo Mix ou Mercado Mix como o próprio nome diz: é um mundo ou mercado dos gays onde os bissexuais são a maioria  dos consumidores;
12. Ser gay está fora de moda – Hoje é fashion dizer: eu sou bissexual;
13. A palavra “simpatizante” não significa que um heterossexual tolera a homossexualidade, simpatizante é o próprio bissexual;
14. O único lugar onde os gays são maioria é na busca do Google: onde bissexual tem meio milhão de referências e homossexual tem 970 mil referências.
15. Os gays são minoria mesmo!

E eu, o que sou?
No auge dos meus quase, 52 anos, eu já tive algumas relações com mulheres, mas sempre predominou minha preferência por homens.
Acho que deixei de ser bissexual há mais de 20 anos e hoje vivo uma vida 100% gay e não pretendo diminuir este percentual.

Das duas uma: ou eu sou um gay que viveu raros momentos como bissexual ou sou um bissexual que viveu incontáveis momentos como gay.
Não importa, pois como eu sempre digo: o importante é ser feliz!

A sexualidade é pautada em prazer e sentimentos e não em rótulos científicos ou acadêmicos.

Anúncios

Sobre Regis

58 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 09/02/2011, em Comportamento, Curiosidade, Opinião, Sexualidade, Sociedade e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Olá amigo. Gostei muito do seu post. Escrito de maneira inteligente e de fácil compreensão. Me identifiquei um pouco com esse texto, e queria contar uma coisa minha, e ler sua opinião. Bem, eu sou gay, não me assumo, nem pretendo, é extremamente complicado pra mim.

    Tenho 28 anos. No meu serviço, fiz uma amizade muito forte com um cara casado, que tem 31 anos, e que é muiiito bom pra mim. O cara até ja me deu presente bicho!! Temos alguns meses de amizade apenas, ele já transou com algumas mulheres lá que conheço do serviço, mas é casado há mais de 8 anos e tem um filho lindo de 5 anos. Sentamos sempre ao lado um do outro, e sempre rola uns contatos um pouco mais “intimos”, característicos de amigos de longa data (o que não somos). Mas a gente já se chama como irmãos e vários adjeitvos desse gênero, entre outros, além de costumarmos a esbarrar as pernas e permanecer com as pernas encostadas, como se não estivéssemos prestando atenção “nisso”. Mexe no meu cabelo, diz direto que sem barba eu fico muito boa pinta. Essas coisinhas que vem me deixando louco, já me encontro apaixonadinho com ele, não só pela beleza dele que é evidente a todos do serviço, mas principalmente pela forma que ele trata só a mim lá dentro, em tão pouco tempo de amizade. Ele já me convidou pra fazer “sexo a 3” com ele e uma amiga dele, que ele tem um fetiche louco, mas eu fico sempre com o pé atrás, porque infelizmente não consigo de maneira alguma sentir ereção por mulher, já tentei de tudo, e fico morrendo de medo dele descobrir que sou gay, que não sinto tesão por mulheres. Ele já me contou segredos e uns podres dele que, segundo ele, nunca contou a quase ninguém, nem lá do serviço sabem, que tem convívio de anos com ele.Tenho uma idéia miuto forte dentro de mim que ele é todo assim comigo, talvez por ser bi (SONHO) e achar que eu tb sou, que eu gosto dos dois lados. Sempre comentamos só de mulheres, falando pornografia explícita só entre nós dois, e fico alimentando a mentira, inventando as coisas que eu gosto e que me dão tesão em mulheres. De forma alguma poderia dizer a ele que sou gay. Só tenho amigos heteros, só convivo com gente hetero. Sempre rola comentários homofóbicos, que eu mesmo participo. Me sinto um merda depois, é foda demais.

    Foi mais um desabafo mesmo, se tiver paciência, queria saber de sua opinião disso que estou vivendo. Nunca me relacionei com homens, até hoje. Enrustido cum forrrrça!! E esse amigo meu ta me deixando transtornado, ta fooooda! Grande abraço, desculpa o desabafo !

  2. Karene Rodrigues

    Sou uma heterossexual 100%, mas que não deixo de acompanhar o seu blog.
    É de lei, no final de semana, ler estes posts extremamente inteligentes.
    Bj.

    • Karene

      Obrigado pelos comentários.
      O mais importante no blog é compartilhar informações com todas as pessoas independente da sexualidade.
      O mundo precisa de pessoas iguais a você
      abraços
      Regis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: