Arquivo mensal: dezembro 2010

Gay maduro, uma história…

Hoje o dia amanheceu lindo no sudeste do Brasil e para encerrar o ano de 2010, eu deixo para você um relato muito interessante que chegou até mim por e-mail, vindo de um homem desconhecido, de local ignorado, de idade também desconhecida e com apenas uma certeza, um homem gay maduro.

Quando eu tinha por volta de treze anos eu descobri que gostava de garotos, na verdade eu gostava de homem mais velho. Eu queria abraçá-lo com carinho e afeto, deitar ao seu lado e adormecer, de preferência nu e que pudesse tocar todo o seu corpo e também o seu sexo.

Nos meus devaneios eu nem pensava em penetrar ou ser penetrado – isso eu descobri algum tempo depois, quando eu já tinha uns vinte anos.

Eu sempre vi a figura do meu pai na imagem de outro homem, talvez como uma forma de compensação, porque meu pai nunca me deu carinho e nem afeto, acho que faltou amor – Os psicólogos tem uma boa explicação para isso!
Mas eu nunca tive tesão pelo meu pai, porque ele era magro, feio, de modos rudes e sem muita educação.

Pobre do meu pai! Ele ainda vive e até hoje não sabe que eu sou gay, porque fugi da minha cidade, fui morar na cidade grande e nunca mais tive contato com ele – eu chamo isso de pai biológico e sem nenhum laço afetivo.

Eu queria encontrar um homem inteligente, educado, carinhoso, bonito, aos meus olhos, que fosse o oposto do meu pai e que me transmitisse as experiências de vida com generosidade e alegria.

A vida passou rápida e dezenas de homens maduros cruzaram o meu caminho. Eu pensei que quando envelhecesse as minhas preferências mudariam e eu gostaria de homens jovens, mas nada mudou, eu continuo gostando e me relacionando com homens maduros.

A transformação do ser humano acontece num “piscar de olhos” e quando nos damos conta estamos vivendo a velhice. Se você é jovem e vive o esplendor da juventude nem imagina o que está por vir.

Independente da sua idade, o que você procura num parceiro mais velho, maturidade? Experiência? Inteligência? Seja bem sincero, você se interessaria por um homem de 60 anos? Porque não? Por que deixou de ser belo? Ou a beleza existe em qualquer idade e a beleza da velhice tem outra conotação?

A beleza tem muitas “caras” e a da velhice é a beleza do caráter, da meiguice e do amor.
A atração pela beleza é um fator presente no ser humano, independente da idade. Um homem de 60 anos busca o mesmo que um jovem busca quando se sente atraído pela beleza, negar isso é pura hipocrisia.

Imagine que amanhã você acorda todo enrugado e envelhecido, mas por dentro continua o mesmo, como o mundo encararia o seu desejo? Não encararia, porque para a sociedade isso é aberração, desvio de conduta, doença ou safadeza.

A vida é isso, um dia você acorda e já está velho e não dá tempo de adaptar tudo dentro de você.
Cada ano que termina encerra um ciclo recheado de sonhos e desejos. “O ser humano está diretamente ligado ao desejo seja ele sexual ou simplesmente o desejo de ter carinho, afeto e amor”

A todos os leitores do blog dos grisalhos um FELIZ 2011.

Anúncios

Vídeo: Oh Happy Day

Em época de Natal e Final de ano um vídeo que celebra a alegria e a vida.
Isso prova que não existem diferenças entre gay ou heteros, preto ou branco, rico ou pobre.

 
%d blogueiros gostam disto: