Fabrício Viana e o Armário

Esse cara é muito bom naquilo que ele se propôs fazer e faz muito bem.

Num dia em 2006, eu cheguei em casa e na caixa de e-mail tinha uma mensagem do Fabrício, divulgando o seu trabalho.
Na primeira oportunidade ele me enviou seis artigos que publiquei no site dos grisalhos.
Depois trocamos algumas mensagens e infelizmente até hoje ainda não o conheci pessoalmente e a culpa é toda minha – Nem quero explicar o inexplicável.

Naquele ano ele lançou a primeira edição do livro O ArmárioVida e pensamento do desejo proibido – onde ajudei na divulgação no site. Passou mais de um ano e ele me escreveu novamente solicitando o meu endereço residencial. Aí chegou lá em casa um exemplar do livro, já na segunda edição.
Fiquei contente com a lembrança, mas eu fui ler o livro apenas durante uma viagem que fiz à Europa em junho de 2008.
A maior surpresa aconteceu quando eu estava em Madri, num final de tarde, comemorando o meu aniversário e com O Armário debaixo do braço – gostei do trocadilho!
No final do livro tem a relação das redes sociais, sites, portais e blogs indicados pelo Fabrício e lá estava a referência aos Grisalhos.
Um gesto simples e digno de alguém muito especial, que valoriza cada atitude de apoio ao trabalho que ele mesmo classifica não como obra literária, mas como um manual da sexualidade com a função de explicar e libertar.

O Fabricio mantêm uma ampla rede social, tanto virtual quanto presencial. Participa de eventos LGBT, vai para as baladas, se relaciona com a mídia, com o mundo GLS e o mais importante – sem perder a simplicidade de ser ele mesmo, sem fogueira das vaidades, tão comum no mundo gay – Pessoas desse calibre não ficam invisíveis na sociedade.

Eu posso afirmar que o livro O Armário é um manual para a geração atual de educadores, empresários, políticos, religiosos, pais e filhos, além de ser um referencial aos gays jovens com tantos problemas decorrentes da sexualidade.
O conteúdo do livro é recomendado para todas as idades – Os gays mais velhos que acessam nosso blog devem ler, pois nunca é tarde para mudar alguma coisa na vida.
O livro já está na terceira edição e é um fenômeno de publicação independente, vendido exclusivamente na Internet, no site do autor.

Portanto, desde o nosso primeiro contato há mais de quatro anos o Fabrício está na estrada cimentando cada tijolo, para fundamentar e consolidar seus objetivos e suas ideias expressas por intermédio da literatura.

Fabrício saiba que mesmo distante eu torço pelo seu sucesso e do livro O Armário e que venha o Prometheus.
Também, fico feliz quando vejo suas participações em eventos diversos nas mídias de internet e televisão – Isso ajuda bastante na divulgação e no marketing share para o seu livro.

Eu sou um fã do Fabrício que é bacharel em psicologia, mas eu gosto mesmo é de segui-lo diariamente no twitter, principalmente, quando ele está no Metrô e envia algumas mensagens muito originais sobre o cotidiano do povo que circula pela cidade.

Como cantou Luiz Airão: Qualquer dia, qualquer hora, a gente se encontra.
Abraços, Regis

Visite:
@ Fabrício Viana
@@ Livro: O Armário
@@@ Twitter

Anúncios

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 21/09/2010, em Literatura, Opinião e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. O livro do Fabrício é uma obra generosa, no sentido de que faz bem a todos que a leem.
    Também recomendo.
    A saída continua e sempre será “um processo”, mas hoje, contamos com mais ajuda e o livro se insere nessa rede de solidariedade humana.
    Pena que no tempo de minha descoberta não havia ninguém assim, nenhum Armário aberto publica e sinceramente como o livro FV.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: