Relações gays – Acordos, regras e compromissos

Eu sempre vivi relacionamentos com base em pactos de confiança. Obviamente, em alguns poucos casos deu tudo certo, mas na maioria não, principalmente quando eu era jovem.

Se você ainda não estabeleceu um pacto com o seu parceiro então faça-o o quanto antes, afinal, o que é infidelidade ou deslealdade? Trocar olhares, paquerar platonicamente, marcar um encontro, trocar beijos?, tudo isso depende do casal e do compromisso que cada um tem com o parceiro.

Selados os acordos entre os parceiros, qualquer ruptura pode ser considerada uma infidelidade.

“O infiel é aquele que não cumpre o que foi combinado”

Eu descobri ao longos dos anos algumas situações muito próprias dos relacionamentos gays pois, quem é desleal mente, é desonesto, não é sincero, o que configura a traição.
Traição é aquilo que você faz sem o outro saber, às escondidas, quebrando o compromisso de lealdade.
A lealdade é importante porque ela tem a ver com amizade e cumplicidade. Se o relacionamento sobrevive ao tempo, se o sexo deixa de existir ou não existe com tanta freqüência, outros sentimentos, como amizade e lealdade, acabam por manter unido o casal que se ama.

Portanto, se os parceiros decidem estabelecer novos pactos, como o de relacionamento aberto, se permitindo escapadinhas com outros parceiros, então estão sendo leais e fiéis ao que combinaram. Às vezes lealdade é, também, ver que a relação não está mais dando certo e partir para outra, sem correr o risco de trair ou de machucar alguém, de repente você mesmo.
Fidelidade, lealdade… A lição que fica dessa história toda é que o importante é, acima de tudo, verdade e respeito e isso não é muito comum no meio gay.

Você possivelmente tem uma história para contar sobre fidelidade e lealdade, então você não é diferente dos demais casais gays porque isso vale para qualquer um e também, independe de idade, mas é justamente na maturidade que aprendemos sobre esses acordos e regras.

Na prática os parceiros não gostam de fazer acordos, definir regras e assumir compromissos, porque é da nossa natureza não estabelecer obrigações verbais ou escritas, somos amantes latinos, passionais demais e isso reflete diretamente nas relações entre os iguais.

Alguns desses conceitos podem ser observados no filme Brokeback Mountain

Um ótimo final de semana!
Anúncios

Sobre Regis

58 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 13/08/2010, em Relacionamento e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: