Virada Cultural de São Paulo

Eu nem pensava escrever sobre este assunto, mas depois de ver o que rolou nas imediações da Praça da República, corredor da Vieira de Carvalho e Largo do Arouche, eu não podia deixar de relatar.

Muita gente para todos os lados e as mesmas “figurinhas carimbadas” do mundo gay e do gueto GLS mais antigo da cidade. A maioria dos gays era jovem e poucos maduros se aventuraram sair pra rua. Durante a noite de sábado e a tarde de ontem dava pra contar nos dedos os poucos e corajosos gays maduros que aderiram à idéia dessa virada cultural.

Obviamente, ví alguns pares se pegando e se beijando, casais gays de mãos dadas se misturaram aos ditos “casais normais”, as lésbicas também marcaram presença. Das atrações do palco da vieira Sidney Magal fez muito sucesso e atraiu muita gente na madrugada de sábado para domingo. Ontem o pessoal da jovem guarda já não tão jovens apenas complementou a festa e finalizou com apresentação da Wanderléia.

Observei os gays nos lugares habituais como o Caneca de Prata, Bar Avenida e no café da Dulca – um hábito normal de ferveção e marcação de presença nesses locais nos finais de semana e nada mais.

No domingo passei na Praça dom José Gaspar, a Praça do Piano, e por lá o público era mais seletivo e muitos gays maduros e idosos confortavelmente sentados assistiam às apresentações de vários pianistas profissionais. Chamou minha atenção o footing matinal dos gays residentes na avenida São Luís e seus cachorros de estimação.

No geral as atrações foram boas e legais, a segurança foi visível, mas a sujeira, o excesso de álcool e drogas esteve prá lá do normal – Acho que não tolero mais esse tipo de evento.

De qualquer forma deu pra perceber que a Vieira de Carvalho não é mais a mesma e ficam cada vez mais distantes os dias e as noites de glamour de um dos pontos gays mais antigos da cidade.

Anúncios

Sobre Regis

58 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 17/05/2010, em Cultura, Música, Opinião e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Eu tambem estava lá! Vi o show do Sidney Magal mas não tive pique para entrar na dança como a maioria do povo. Muitos abraçados, se beijando, de mão dada… achei legal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: