Gay maduro ou idoso, qual é a sua realidade?

Este post é para você participar deixando comentários

Já publiquei quase 200 posts e a maioria deles trata das questões do gay na fase adulta ou na velhice. São relatos pessoais de experiências vividas ao longo de quase 51 anos e muitos relatos de casos reais que chegam por e-mail.

Recebo muitos pedidos para fazer contato ou trocar experiências, principalmente dos gays que já passaram dos 40 anos. Infelizmente o meu tempo é muito limitado porque sou funcionário de uma empresa em tempo integral e à noite dedico muito tempo pesquisando assuntos do mundo gay, além de cuidar da Revista Digital.
Peço desculpas a todos que me procuram, porque nem sempre sobra tempo para conversar por telefone ou e-mail.

A realidade dos gays maduros e principalmente dos idosos é semelhante em muitos aspectos, os principais estão diretamente ligados à solidão, depressão, doenças psicológicas e muita insegurança pela homofobia instalada em nossa sociedade. Obviamente, os menos favorecidos não tem acesso à Internet e a realidade é muito pior.

Você já pensou como vai estar no ano que vem? Ou daqui há cinco ou dez anos?
Qual é a sua realidade? Quais os seus medos? Quais as suas frustrações? Quais as suas alegrias? Quais os seus sonhos?

O espaço está aberto para você relatar a sua realidade e que isso fique registrado e sirva de alguma forma aos leitores que passam por aqui.
Não precisa se identificar, eu não vou restringir ou bloquear nenhum comentário, apenas vou moderar o conteúdo e sem censura.

Agradeço a todos que ao longo de 12 anos nos acompanham na Revista dos Grisalhos e nos últimos 14 meses acompanham os blogs.

Deixo para vocês o link da entrevista de 2006 do Vagner de Almeida, diretor do filme “Borboletas da vida” – leia que vale muito!

Anúncios

Sobre Regis

58 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 08/04/2010, em Opinião, Protesto, Qualidade de Vida, Relacionamento, Saúde, Sexo e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 20 Comentários.

  1. Ronald Costa

    Eu fico feliz em poder compartilhar minhas experiências de vida, tenho44a, não me sinto coroa e muito menos velho, sou assumido, gosto de pessoas maduras, tenho facilidades e me corresponder, adoro fazer boas amizades, tenho companheiro, 18a de convivência, sei que é difícil encontrarmos pessoas que realmente que queiram algo sério, mas nada esta perdido continue tentando com certeza vc encontrará seu parceiro ideal e será feliz assim como eu…

  2. Quem sou eu?
    Um ser humano, simpatizante das causas humanas que verdadeiramente são levadas a sério.
    Após ter tido a oportunidade de ingressar numa faculdade para o curso de psicologia, estou tendo outra grande oportunidade de realizar um trabalho das questões diversas sobre a real condição dos gays ao terem que enfrentar a velhice.
    Ainda não sou tão íntima do assunto e gostaria com todo respeito e com a certeza de que a proposta não é especulativa mas sim para trazer a tona esta situação que considero gravísima, que se possível me ajudassem me orientassem e me auxiliassem neste trabalho.

    • Lilian

      Eu estou à sua disposição para o que você precisar saber sobre sexualidade e velhice dos gays. Escreva diretamente para o meu e-mail

      Abraços

  3. Eu monitoro regularmente este post porque o assunto é muito importante. Identificar a realidade dos gays maduros e idosos no Brasil. Desde abril/2010 ele teve mais de 800 leituras e gradativamente os comentários estão aparecendo e a sua participação é de grande valia para todos que passam por aqui.
    Participe!

  4. amei este site poque vi que não estou sozinho, eu sofro tambem do mal da solidão, eu me recuei do mundo e vivo somente para o meu trabalho, moro em ubatuba com 4 cães e uma gata, meus amigos antigos uma boa parte morreram com a " cida" e os que etão vivos tambem sumiram, parece que a vida acabou a vida gay foi embora e eu fiquei orfão sem entender nada, tenho 58 anos, sou artista plastico e faz 18 anos que nunca mais tive contato com alguem. meu nome lc.correia

    • Luiz Carlos

      O blog é um liquidificador de idéias sobre todos os assuntos inerentes à sexualidade dos gays maduros e dos idosos, suas relações afetivas e as perspectivas de vida no mundo atual. O mundo mudou bastante e fica realmente a impressão que ficamos órfãos.
      obrigado pelo comentário

  5. Ola a todos, tenho 45 anos, sou gay assumido desde os 25 anos, to amadurecendo, ficando mais velho, como já disseram, também tenho preferencia por pessoas mais velhas e acho muito atraente principalmente aqueles que sao peludos e tenham uma certa barriguinha. Gostaria de poder conhecer uma pessoa que pudesse me dar muito carinho e que me cuidasse, sinto falta disso, ultimamente estou me sentindo muito so em todos os sentindo.
    To vendo que estou ficando mais experiente, e procuro ser feliz

  6. Clodomir, com todo respeito ao seu relacionamento, mas sinto inveja (no bom sentido é claro) de seu companheiro….ai quem me dera um senhor assim…..rs..
    Abraços..

  7. Desde que publiquei este artigo em abril, mais de 500 pessoas leram o post e poucos tiveram coragem de relatar a sua realidade. Essa é uma das muitas realidades do gay maduro ou idoso, ficar calado, não se expor, medo do que os outros vão pensar. O debate continua aberto e tenho certeza que outras andorinhas se juntarão a nós.

  8. Tenho 47 anos , so me dei conta que era homosexual aos 22 tenho problemas por que gosto de pessoas que tenha mais idade do que eu . quem sabe postando este comentario não consigo alguem que tenha mais de 65 anos. por que os admiro.

  9. Murilo Mota

    Gostaria de aproveitar a oportunidade para divulgar minha pesquisa para o doutorado na UFRJ sobre homossexualidade e amadurecimento. Estou entrevistando homens homossexuais com mais de 60 anos. Caso tenha interesse em participar entre em contato. mpmota@uol.com.br

  10. Murilo Mota

    Tenho acompanhado os debates e depoimentos e percebo que ainda há muito que lutar por cidania e direitos sociais e civis em todos os aspectos em nosso país no âmbito do debate sobre a homossexualidade. O gay maduro parece sofrer duplo preconceito e dupla segregação. De um lado encontra-se em um corpo em processo de amadurecimento diante de uma sociedade que se nega encarar o envelhecer, por outro ser homossexual e ter que enfrentar uma sociedade homofóbica e uma comunidade gay segregadora e ainda sem agenda política de luta para os homossexuais idosos.

  11. Sou homossexual passivo, tenho 49 anos, sou assumido desde jovem, sabia que ia ser difícil, nunca imaginei que na velhice seria muito pior, sempre quis um companheiro, mas até hoje não encontrei, moro numa cidade pequena, onde essa situação não é bem aceita, sempre tive facilidade em arrumar parceiros, pois era bonito e alegre, hoje me tornei uma pessoa mais amarga, não acredito em nada, muito menos no amor, é tudo balela, dizem que amor não se cobra, posso dizer de carteirinha, o que sempre quis foi amar, e não consegui nada, sempre fui amigo, sempre procurei entender o próximo como a mim mesmo, estou sozinho, carente e desgastado pela vida, a vida passou e não aconteceu nada, é como se não tivesse deixado rastros, não é que me sinta um coitado, o pior é que vejo todo mundo vivendo de faz de conta e isso me deixa triste, e sem tesão, só gosto de homens idosos, e hoje sou mais um, é isso aí, quem nasceu pra pinto não chega a galo.

  12. Tenho 85 anos, saudável, boa aparência, viuúvo, cinco filhos, 10 netos e um bisneto. moro só, homossexual não assumido e estou na reserva da FAB. Sempre gozei de muito prestígio e há dois anos mantenho um relacionamento com uma pessoa de 40 anos, nos amamos muito e sou muito feliz. Esta é a minha realidade.

    • Parabens Sr. Clodomir pela coragem, que seja muito feliz ao lado de seu parceiro.

    • pedro camacho

      ola crodomir tudo bem com voce? chego a sentir inveja de vc por ter essa idade e esta sendo muito feliz.Eu que sou um pouco mas novo não estou encontrando esta chance igual à sua.

      • Olá seu Pedro concordo com o Sr. embora não sabendo a sua idade encontrar uma pessoa certa é muito dificel eu tenho 48 e continuo na luta Abço.Miro – R.G.Sul

  13. Parabéns pela sua iniciativa de focar nos gays grisalhos.
    A minha ignorância só não permitiu “seguir” este site.

    • Caro leitor do blog dos grisalhos, obrigado por deixar o seu comentário neste artigo. É sempre relevante compartilhar idéias e assuntos inerentes ao mundo gay dos homens maduros e idosos.
      Somos invisíveis na sociedade e também no próprio meio gay. Eu sei que uma andorinha não faz verão, mas muitas andorinhas podem anunciar bons tempos de muito sol.
      Já observei que você está seguindo os grisalhos no blogspot…valeu !!

  14. Tenho consciência de que a realidade dos gays em geral não é lá das melhores, principalmente, na questão do convívio social.Mas sempre acredito que vai melhorar.Hoje sinto-me frustrado porque não tenho ninguém para compartilhar momentos prazerosos e por gostar de homens mais velhos parece que é quase impossível encontrá-los. Tenho 42 anos e acho que a idade do lobo gay chegou pra mim. Sou de Curitiba no Paraná

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: