A cara do homem gay

A sociedade vê todo gay como um heterossexual ou um homem qualquer, porque na medida em que envelhecemos nos tornamos conservadores e comportados. Exceção àqueles que optaram por travestir-se ou que assumiram uma identidade feminina ou ainda, uma postura de bichinha na adolescência e que fizeram loucuras com o corpo, aplicações de silicone, plásticas, etc.
Mesmo esses na velhice tendem a querer tirar a máscara gay efeminada e substituir por uma máscara menos agressiva à sociedade. É o que chamo “a volta ao armário”.

Esse comportamento ocorre por conta da discriminação.
Você conhece algum gay idoso?
Tente imaginá-lo e você perceberá que a imagem que fica na sua cabeça é a imagem de um homem como o seu pai, seu tio ou o seu vizinho.
O gay macho incomoda menos à sociedade do que o gay efeminado e por ele ter um comportamento normal é facilmente aceito nos diversos segmentos sociais.
Salvo raras exceções você não vê por aí gay maduro ou idoso dando bandeira ou soltando a franga, pois estão literalmente no armário e preferem ficar assim.
Claro que existe gay de todo tipo, mas predomina a maioria com cara e rosto de homem, as atitudes e os gestos são másculos e nada que os denuncie como um gay. Também os gays que agem como heterossexual fazem isso simplesmente por medo da sociedade.
Nas saunas gays o que se percebe é um batalhão de homens másculos, barbudos, pele rústica, coxas peludas, alguns até com cara de mau e essas características não os denunciam como gays, mesmo sabendo que os bissexuais e os casados fazem parte desse cenário o homem gay é igual a qualquer outro.
Você gosta de homem com cara e gestos de macho ou com cara e gestos de gay?
O gay sempre é associado ao feminino e parece que mesmo os gays não querem gays, querem machos – a discriminação anda solta dentro do próprio meio e está na cabeça de todos nós.A figura do macho é a nossa eterna busca por um homem.
Se tudo o que escrevi está certo ou errado não importa, porque penso que esse é o padrão social em qualquer lugar do mundo, mas certo mesmo estava Pepeu Gomes quando cantou:
Que ser um homem feminino não fere o meu lado masculino…
Anúncios

Sobre Regis

58 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 09/11/2009, em Comportamento, Opinião. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. legal os novinhos que se cuidem, que mais tarde ele seram os velhinhos do amanhã.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: