Imprensa gay no Brasil

As primeiras tentativas de uma imprensa gay surgiu no Brasil há 50 anos e era chamada de imprensa alternativa. Uma das primeiras publicações foi do jornal Snob entre 1963-1967, depois surgiu com a Associação Brasileira de Imprensa Gay entre 1967-1968 e seguiu-se com o Lampião.

Nos anos 80 com o advento da AIDS surgem os boletins de grupos ligados diretamente à Aids, seguindo-se as publicações de jornais e revisas de cultura e lazer.
Já na última década do século XX houve uma explosão da cultura gay, com destaque para a revista Sui Generis e classificada não como alternativa, mas de conteúdo gay.
De lá para cá a grande imprensa descobriu um grande filão até chegarmos às revistas pornográficas, G Magazine entre outras, além da própria Internet dos dias atuais. Hoje tema gay vende muito e gera bons lucros.
Alguns links:
Anúncios

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 02/08/2009, em Cultura, História, Internet, Literatura. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: