Homofobia nas Instituições Bancárias

Antonio Ferreira dos Santos residente em Salvador/BA tinha 20 anos de banco e foi demitido por justa causa em fevereiro de 2004. A alegação do Bradesco foi o descumprimento de normas da política de crédito e liberação de recursos de forma incorreta.
Antonio foi gerente de várias agencias na capital baiana e após a demissão entrou com ação contra o Bradesco por danos moral e material e ganhou na justiça o direito de receber indenização no valor de R$1,3 milhão.

Antonio passou por situações de constrangimentos causados por seu superintendente regional durante cinco anos. Muitas vezes ele dizia que o Bradesco era lugar de homem e não de “veado”.
Outro supervisor o chamava de “bicha” e “veado” por questões meramente pessoais, mesmo porque Antonio era discreto e comedido nas suas relações profissionais. Isso tudo fez Antonio sofrer muito e a indenização não repara traumas do passado.

Situações semelhantes ainda acontecem diariamente em todas as instituições e empresas brasileiras e cabe a cada um correr atrás dos seus direitos como cidadão e como ser humano.
Bom final de semana a todos!

Anúncios

Sobre Regis

57 anos de idade, residente na cidade de São Paulo

Publicado em 24/04/2009, em Justiça, Sociedade. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: