Arquivo mensal: janeiro 2009

Milk: A Voz da Igualdade

Milk: com sete indicações ao Oscar em 2009, entre eles o de melhor filme, diretor, ator e ator coadjuvante é a cinebiografia dirigida pelo premiado diretor Gus Van Sant que tem como ator principal Sean Penn. O filme narra a trajetória do ativista de direitos gays Harvey Milk, o primeiro homossexual assumido a exercer um cargo político em São Francisco, nos Estados Unidos. Milk foi assassinado em 1978 aos 48 anos e, por seu assassino ter sido condenado a apenas sete anos de prisão, foi considerado um mártir dos direitos gays. Além de Sean Penn, o elenco conta com as participações de Emile Hirsh, James Franco, Josh Brolin e Diego Luna.
Harvey Milk foi selecionado como uma das cem pessoas mais influentes do século 20 pela revista “Times”
O filme está chegando por aqui – não deixe de ver.

Oscar Wilde

Dedicarei um espaço neste blog para mencionar homossexuais famosos.

O amor homossexual sempre rondou os bastidores da História, independentemente de classe social, raça, religião, postura política.
Um dos grandes nomes da literatura, Oscar Wilde (1845-1900), pecou, talvez, pela extravagância, tanto na maneira de se comportar como na de se vestir. Lançava moda, chocava. De família irlandesa, estudou em Oxford. Foi para Londres para conquistar fama. Mas conquistou fama e derrota. Conheceu Frank Miles e tornaram-se amantes. Foi Frank que o apresentou ao mundo do teatro e a personalidades famosas, como a atriz Lily Langtry, amante do príncipe de Gales, e Sara Bernhardt, uma das maiores estrelas do século.
O primeiro romance de Wilde, O retrato de Dorian Gray (1890) foi um escândalo. “Ele foi acusado de expor uma ambígua personalidade homossexual na figura de seu protagonista; este livro viria a ser um dos maiores ícones da cultura homossexual deste século, e Dorian Gray praticamente um sinônimo de homossexual masculino”. Gray foi o nome de um de seus amantes preferidos, John Gray. Contudo, o maior amor de sua vida foi Alfred Douglas, filho do marquês de Queensbery.
Foi devido a um processo contra o marquês que acabou preso e condenado. Ao sair da prisão, dois anos depois, havia perdido tudo: fama, dinheiro, família, esposa e amante. Morreu de meningite, em Paris, num quarto de hotel.
%d blogueiros gostam disto: