O casal gay: Cônsul e Diplomata

O governo do Japão, em decisão inédita, concedeu ao brasileiro Emerson Kanegusuke, de 39 anos, o direito ao visto diplomático por ser casado oficialmente com o cônsul-geral dos Estados Unidos em Osaka-Kobe, Patrick Joseph Linehan, 59.

O casal chegou ao Japão em agosto do ano passado. Emerson é filho de um descendente de japoneses com uma brasileira. Atualmente ele faz duplo mestrado, nasceu e cresceu na região do ABC na grande São Paulo.

Em 1995, após servir a Força Aérea Brasileira, Emerson foi para o Japão trabalhar numa fábrica, como decasségui. Em 2002, durante a Copa do Mundo de futebol, conheceu Patrick e, desde então, vivem juntos. Em 2007, eles oficializaram a união no Canadá.

Quando eu leio esse tipo de notícia eu volto à minha adolescência e relembro dos duros anos da ditadura e repressão no Brasil. O mundo também não era muito diferente, mas as sociedades evoluem rumo a um futuro menos preconceituoso.

Infelizmente, este caso é único e numa esfera social e  política diferenciada. Os anônimos ainda não tem este privilégio. Enquanto isso nos conformamos com quatro dias de folia, disfarçados de foliões, nos bailes da vida, por todo o Brasil.

E que venha o CARNAVAL !!!

 

Toda nudez será vigiada

Com a Internet, os gays descobriram maneiras de socialização virtual, através das salas de CHAT e WEBCAM. O serviço de comunicação da Microsoft – MSN é bastante utilizado.

No anonimato por traz de um PC, milhares de gays de todas as partes do mundo se comunicam, flertam, paqueram, marcam encontros reais e fazem sexo virtual.

O que a maioria, senão, a quase totalidade não sabe é que as suas ações via Webcam são vigiadas e já existem registros de extorsões por parte dos invasores, inclusive, no Brasil.

Os hackers de webcam existem e se proliferam rapidamente pela rede mundial de computadores. Eles invadem o seu computador, laptop ou tablet e com uma câmara acompanham tudo o que acontece entre os interlocutores. Basta hackear apenas um dos pontos para ter acesso às imagens da câmara em tempo real.

A invasão de um computador é muito simples, basta descobrir o IP – Endereço da máquina na rede, para ter o controle do computador invadido e sem que o dono perceba.

Durante mais de doze anos eu tenho acesso à Internet e sei que os gays tem grande tesão por masturbação via webcam.  Quando o assunto é sexo você pode imaginar que existe de tudo.

A maior parte dessa população não mostra o rosto e exibe as partes intimas sem nenhum constrangimento. Existem gays que beijam a tela da câmara para demonstrar romantismo, enquanto outros fazem movimentos com a língua simulando um ato de felação. O exibicionismo é a marca registrada desse universo.

O pior de tudo é que isso vicia e o usuário nem percebe os exageros nessas interações. Alguns chegam ao extremo de possuir listas de contatos para sexo virtual diário. Eu tenho notícias de gays que se masturbam várias vezes ao dia. No sexo virtual a fidelidade não existe e a interação com mais de um parceiro é comum.

Na Internet existem alguns serviços que oferecem chat ao vivo com webcam – Manhunt, Older4Me, Gay Chat Roulette, entre outros.

A câmara serve ao propósito dos gays na busca por sexo anônimo e sorrateiramente os hackers invadem a sua vida e a sua privacidade. Portanto, toda nudez não será vigiada, toda nudez já é vigiada.

A única forma de prevenção contra essas invasões é manter o seu computador sempre atualizado com um antivírus e um software de firewall, para proteção contra invasores.

É isso ai. Todo cuidado é pouco.

Leia outros artigos relacionados:

>> Gays maduros e o FAKE da Internet

>>>A sexualidade virtual dos gays maduros

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 274 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: